Efeito Hipotensivo de Uma Sessão de Corrida Contínua e Intervalada em Esteira Ergométrica

Por: Airton Matheus Escossio Farias, Ana Karla dos Santos Caixeta, David Michel de Oliveira, Eduardo Vignoto Fernandes, Fernanda Pereira Costa e Luiz Fernando Gouvêa-e-silva.

43º Simpósio Internacional de Ciências do Esporte Simpoce

Send to Kindle


Resumo

Introdução: É consenso na literatura que a prática de exercícios físicos de forma regular contribui para uma vida mais saudável, em especial, para a pressão arterial. Nota-se que durante o exercício o coração é sobrecarregado, contudo depois ele pode ser contemplado pelo efeito hipotensivo e, ao longo do tempo, esses estímulos podem favorecer a redução da pressão arterial. Objetivo: Analisar o efeito pressórico de um exercício físico feito de forma contínua e intervalada em esteira ergométrica. Métodos: A amostra foi composta por 16 participantes, fisicamente ativos (praticantes de exercícios aeróbios e resistidos com frequência de três vezes semanais, por um período mínimo de seis meses), normotensos, não fumantes, assintomáticos para doenças cardíacas e sem uso de tratamento medicamentoso. Dentre eles, oito homens com idade média de 32,87±9,28 anos e índice de massa corporal (IMC) 26,26±1,35 kg/m , e oito mulheres com idade média de 32,50±10,37 anos e IMC de 22,45±1,54 kg/m . A pressão arterial sistólica (PAS) e diastólica (PAD) foram aferidas em repouso e pós-exercício por 40 minutos. Os voluntários foram submetidos a três testes, no mesmo horário e com intervalo de 48h. Primeiramente foram induzidos a uma corrida progressiva para alcançar a FC de pico (FCpico). Depois eles realizaram a corrida contínua, por 30 minutos, a qual correspondeu a uma FC de 70% FCpico e a corrida intervalada, onde os voluntários eram induzidos a 90% da FCpico e recuperavam até 120 bpm, por um tempo de 30 minutos também. Os dados foram analisados pela estatística descritiva e inferencial, adotando-se p<0.05. Resultado: A PAD não demonstrou diferença estatística nos valores aferidos até o 40o minuto pós-exercício e entre a corrida contínua e intervalada. Conclusão: O presente estudo demonstrou que uma única sessão de exercício físico executado em esteira ergométrica de modo contínuo ou intervalado é capaz de reduzir significativamente os níveis pressóricos sistólicos em indivíduos normotensos.

Endereço: http://celafiscs.org.br

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2021 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.