Efeito da Ingestão de Cafeína Sobre o Limiar de Esforço Percebido (LEP)

Por: , Alexandre Rosas Batista, , , Eduardo Bodnariuc Fontes, Ezequiel Moreira Gonçalves, Leandro Ricardo Altimari, Marcus Vinicius Machado e Ricardo Okada Triana.

Motriz - v.14 - n.3 - 2008

Send to Kindle


Resumo

A cafeína é substância ergogênica utilizada para aprimorar o rendimento esportivo. Com efeitos centrais e periféricos, pode interferir na percepção de fadiga durante esforços exaustivos. O presente estudo objetivou investigar o efeito da ingestão de cafeína sobre o limiar de esforço percebido (LEP). Após estabelecer a carga máxima de trabalho (Wmax) por teste incremental em cicloergômetro, oito homens realizaram quatro testes de carga constante (80, 90, 100 e 110% da Wmax) sob ingestão de cafeína (CAF) ou placebo (PLA) para determinação do LEP. Para contrastar os dados, utilizou-se o teste "t" de Student pareado. Não foram encontradas diferenças significativas entre os valores de LEP em nenhuma das condições, porém, na condição CAF os testes constantes de 100 e 110% apresentaram maior tempo de exaustão (P < 0,01), e os testes de 80 e 100% apresentaram menor taxa de aumento da percepção subjetiva de esforço (PSE) (P < 0,01). De acordo com os resultados, é possível concluir que o LEP não foi modificado com a suplementação de CAF, mesmo com desempenho superior durante os testes mais intensos e atenuação da taxa de aumento da PSE nas cargas 80 e 100%.

Endereço: http://www.periodicos.rc.biblioteca.unesp.br/index.php/motriz/article/view/1441/1889

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2020 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.