Efeito do Intervalo de Recuperação nas Respostas Cardiovasculares Pós-exercício de Força

Por: Aluísio Andrade Lima, Ana Paula de Lima, Cláudia Lúcia Forjaz, Crivaldo Gomes Junior, Gleyson Queiroz Silva, Ozeas Lima Filho e .

Motriz - v.19 - n.2 - 2013

Send to Kindle


Resumo


Objetivo: Analisar o efeito agudo do intervalo de recuperação na resposta cardiovascular após o exercício de força. Métodos: Vinte homens jovens (23,9 ± 0,7 anos) e com índice de massa corporal normal (23,8 ± 0,5 kg/m²) realizaram duas sessões experimentais em ordem randômica: exercício de força com 30 segundos (I30) e com 90 segundos (I90) de intervalo de recuperação entre séries. As sessões incluíram cinco exercícios com 50% de uma repetição máxima. Antes e 24 horas após as sessões experimentais, pressão arterial sistólica (PAS), pressão arterial diastólica (PAD), frequência cardíaca (FC) e duplo produto (DP) foram obtidos. Resultados: A resposta da PAS, PAD e DP foi similar entre os grupos (p>0,05), enquanto a FC após a I30 foi significantemente maior que a I90 (p<0,01) na primeira hora pós-exercício. As respostas cardiovasculares durante as 24 horas foram similares entre as sessões (p>0,05). Conclusão: Diferentes intervalos de recuperação não promoveram hipotensão pós-exercício, entretanto, um curto intervalo de recuperação aumentou a FC por uma hora pós-exercício. Além disso, nas 24 horas seguintes as respostas foram similares entre os grupos.

Endereço: http://www.periodicos.rc.biblioteca.unesp.br/index.php/motriz/article/view/5053

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.