Efeito Isolado e Combinado dos Exercícios com Pesos e Aeróbio Sobre a Hipotensão Pós-exercício em Indivíduos Hipertensos

Por: Paulo Gomes Anunciação.

106 páginas. 2010 15/12/2010

Send to Kindle


Resumo

Diversos estudos identificaram a ocorrência do fenômeno hipotensão pós-exercício (HPE). No entanto, ainda permanecem dúvidas sobre quais são os fatores que influenciam a queda da pressão arterial (PA) após uma sessão de exercício. Objetivos: Revisar a literatura sobre o efeito dos exercícios aeróbio e resistido sobre a HPE em hipertensos, verificar o impacto da realização do exercício resistido com diferentes intensidades e mesmo volume de trabalho sobre a PA e variabilidade da frequência cardíaca (VFC) em não-hipertensos e, por fim, verificar o efeito isolado e combinado dos exercícios resistido e aeróbio sobre a HPE em hipertensos. Métodos: Para contemplar os objetivos propostos, a presente dissertação foi composta por três estudos. No primeiro, foi realizada uma revisão de literatura nas bases Medline e Scielo a fim de identificar estudos que analisaram o efeito dos exercícios resistido e aeróbio sobre a HPE em hipertensos. O segundo estudo foi realizado com 10 homens não-hipertensos (24,3±4,2 anos, 75,5±10,7 kg, 174,7±9,2 cm). Os participantes realizaram aleatoriamente três sessões de exercícios resistidos em diferentes intensidades (40, 60 e 80% de 1RM) com mesmo volume de trabalho. No terceiro estudo, 13 hipertensos (64,6±2,7 anos; 72,9±3,7 kg; 159,1±2,0 cm) realizaram aleatoriamente cinco sessões: exercício aeróbio, exercício resistido, exercício aeróbio seguido do resistido, exercício resistido seguido do aeróbio e controle. Tanto no segundo quanto no terceiro experimento, a PA, frequência cardíaca (FC) e VFC foram medidas em repouso e durante 60 min após as sessões. Resultados: A revisão de literatura demonstrou que o exercício aeróbio parace ser o melhor modelo de exercício para promover a HPE. No entanto, há poucos estudos disponíveis na literatura envolvendo exercício resistido e HPE. As respostas cardiovasculares após o exercício resistido realizado em diferentes intensidades e mesmo volume foram semelhantes entre as sessões experimentais. Por fim, o exercício combinado não promoveu efeito somatório na queda da PA pós-esforço e, além disso, apresenta maior atividade cardíaca após a sua realização. Conclusão: O fenômeno HPE parace ocorrer tanto em não-hipertensos quanto em hipertensos. Além disso, parece não haver diferenças nas respostas cardiovasculares após o exercício resistido em diferentes intensidades. Finalmente, a estratégia de realizar o exercício combinado não promoveu reduções adicionais na PA pós- esforço quando comparado ao exercício isolado. 

Endereço: http://www.bibliotecadigital.uel.br/document/?code=vtls000162541

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.