Efeito da Preensão Manual Sobre o Equilíbrio de Judocas

Por: Angélica Cristiane Ovando, Jonathan Ache Dias, Marcelo Diederichs Wentz, Noé Gomes Borges Junior e Wladymir Külkamp.

Motriz - v.17 - n.2 - 2011

Send to Kindle


Resumo

O objetivo deste estudo foi verificar se existe efeito da preensão manual máxima (o ato de  realizar ou não a preensão) sobre o controle do equilíbrio de judocas em postura restrita, além de verificar se existe correlação entre a força de preensão manual (FPM) e o controle do equilíbrio. Foram avaliados  sete judocas com um dinamômetro e uma plataforma estabilométrica sendo mensuradas, concomitantemente, a FPM e o centro de pressão (CP). Foi verificado que até 80% da variabilidade do CP  pode ser atrelada a preensão manual indicando que a mesma gera perturbações no controle do equilíbrio.  Entretanto, foram encontradas correlações (r = 0,348 até 0,816) entre a FPM e o deslocamento do CP. Com  isso pode-se concluir que, apesar da preensão manual gerar perturbações no equilíbrio, seu  comportamento parece estar relacionado com os movimentos do corpo realizados para manter o equilíbrio,  indicando uma possível correlação entre esses fenômenos.

Endereço: http://www.periodicos.rc.biblioteca.unesp.br/index.php/motriz/article/view/1980-6574.2011v17n2p244

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.