Efeito da Suplementação de Carboidrato Sobre a Percepção Subjetiva de Esforço, a Resposta Hormonal, a Concentração Salivar de Imunoglobulina-a e o Desempenho de Tenistas

Por: Rodrigo Vitasovic Gomes.

2010 19/03/2010

Send to Kindle


Resumo

A presente dissertação é constituida de duas partes. A primeira parte teve como objetivo determinar o perfil antropométrico e o consumo alimentar de atletas de Tênis profissionais e amadores. Foram avaliados parâmetros antropométricos (massa corporal, altura, circunferências e dobras cutâneas) e o consumo alimentar pelo diário alimentar de 3 dias. Não foi observada diferença significativa no perfil antropométrico de atletas amadores e profissionais. Com relação ao consumo alimentar, ambos os grupos demonstraram baixa ingestão de carboidrato (CHO) (AM: 6,3±0,5 g/kg/dia e PRO: 6,5±0,7 g/kg/dia) quando comparada às recomendações atuais disponíveis na literatura. Estes dados reforçam a importância do planejamento nutricional para estes atletas. Na segunda parte, foi avaliado o efeito da suplementação de CHO sobre a percepção subjetiva de esforço (PSE), a resposta hormonal, a concentração de IgA salivar e o desempenho durante uma partida de Tênis com duração de 180 minutos. A PSE apresentou aumento no decorrer da partida, porém não foi detectada diferença entre as condições experimentais - placebo (PLA) e CHO (P>0,05). Com relação a PSE da sessão, a ingestão de CHO parece promover tendência de redução (P=0,08, d=0,5) após o término do jogo. O consumo de CHO atenuou a concentração de cortisol salivar (P<0,05). Não houve nenhuma influência da ingestão do CHO sobre a concentração de testosterona e IgA salivar. O desempenho dos tenistas também não foi maximizado pelo consumo de CHO. Estes resultados indicam que o consumo de CHO durante a partida de Tênis atenua o aumento do cortisol salivar e a percepção global de estresse

Endereço: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/39/39132/tde-18082010-174336/pt-br.php

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2021 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.