Efeito do Treinamento com Espelho Associado a Tarefas e Progressão Sistematizada Sobre a Qualidade do Movimento e a Função dos Membros Superiores em Indivíduos com Hemiparesia Crônica : Ensaio Clínico Randomizado

Por: Letícia Cardoso Rodrigues.

2012

Send to Kindle


Resumo

Embora haja algum grau de recuperação motora após o Acidente Vascular Encefálico (AVE), muitos indivíduos permanecem sem uso funcional do membro superior (MS), mesmo na fase crônica. Nesse contexto, surge o treino bilateral com feedback visual através do espelho, que vem mostrando resultados promissores, apesar de poucos estudos utilizando esta abordagem de tratamento. O objetivo deste estudo foi analisar os efeitos do Treino com o Espelho utilizando tarefas bilaterais simétricas e progressão sistematizada sobre a qualidade do movimento e a função do MS parético em indivíduos com hemiparesia crônica. Participaram deste estudo 16 indivíduos com comprometimento moderado do MS, divididos em grupo experimental (GE, n=8) e controle (GC, n=8). Os dois grupos realizaram sessões de 1 hora, 3 vezes por semana, durante 4 semanas, envolvendo exercícios bilaterais simétricos funcionais com progressão sistematizada O GE realizou as tarefas observando o MS não parético refletido no espelho, enquanto o GC observava o MS parético diretamente. Foi utilizado o Teste de avaliação funcional dos membros superiores (TEMPA) para verificar a função e qualidade do movimento do MS parético, Escala modificada de Ashworth, Escala de Fugl-Meyer (EFM) e o sentido de movimento como parte da avaliação sensorial da EFM. As variáveis analisadas não mostraram diferenças entre os grupos, entretanto a pontuação do TEMPA total mostrou efeito principal de tempo (p=0,01). Quando analisadas separadamente as tarefas bilaterais também mostraram efeito de tempo na pontuação total (p=0,01), graduação funcional (p=0,01) e análise das tarefas (0,01). A EFM também apresentou efeito de tempo (p=0,02), sem diferenças entre os grupos. Observou-se que os ganhos foram mais importantes nas tarefas bilaterais do TEMPA, o que pode influenciar a qualidade e a função durante a realização de tarefas do dia-a-dia que envolvam os dois membros superiores. Acredita-se que os resultados encontrados foram devido à similaridade do treino e tanto o efeito produzido pelo espelho quanto o treino bilateral utilizando movimentos funcionais podem auxiliar na recuperação do MS, sem aparente efeito superior do uso do espelho.

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.