Efeito do Treinamento Concorrente nos Componentes da Síndrome Metabólica de Homens de Meia-idade

Por: Cleiton Augusto Libardi, Giovana Vergínia de Souza, José Rocha Jr., Mara Patrícia Traína Chacon-Mikahil e Vera Aparecida Madruga Forti.

Fisioterapia em Movimento - v.25 - n.3 - 2012

Send to Kindle


Resumo

INTRODUÇÃO: A prática regular de exercícios físicos é considerada fundamental para prevenção e tratamento da Síndrome Metabólica, porém pouco se sabe sobre a forma ideal de treinamento. 
OBJETIVO: Verificar o efeito de 16 semanas de treinamento concorrente (TC) com frequência semanal e duração da sessão similar ao treinamento de força (TF) e treinamento aeróbio (TA) isolados sobre os componentes da síndrome metabólica (SM) de homens de meia-idade. 
MÉTODOS: Foram selecionados 42 homens clinicamente saudáveis distribuídos em quatro grupos: TA (n = 13), TF (n = 9), TC (n = 10) e grupo controle (GC, n = 10). Os treinamentos foram compostos por duas etapas (E1 e E2) com duração de oito semanas cada, e frequência de três sessões/semana (TF: dez exercícios com 3 x 8-10 RM; TA: 60 min. de caminhada ou corrida a 55-85% VO2pico; TC: seis exercícios com 3 x 8-10 RM, seguidos de 30 min. de caminhada ou corrida a 55-85% VO2pico). Foram avaliadas circunferência de cintura (CC), perfil lipídico, glicose, pressão arterial (PA) e força máxima e VO2pico. 
RESULTADOS: A CC reduziu para o TA (-1,70%; p = 0,023) e TC (-1,66%; p = 0,018) e o LDL para o TF (-25,03%; p = 0,047) e TC (29,74%; p = 0,011). O TC promoveu redução na PA sistólica (-7,83%; p = 0,029). A força máxima e VO2pico aumentaram para os três grupos de treinamento (p > 0,05). 
CONCLUSÃO: A realização do TC frequência semanal e duração das sessões similar ao TA e TF isolados é mais eficaz para a melhora de componentes da SM.

Endereço: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-51502012000300020&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.