Efeito do Treinamento Físico Como Modulador Positivo nas Alterações no Eixo Neuroimunoendócrino em Indivíduos com Insuficiência Cardíaca Crônica: Possível Atuação do Fator de Necrose Tumoral

Por: Luís Fernando Bicudo Pereira Costa Rosa e Miguel Luiz Batista Júnior.

Revista Brasileira de Medicina do Esporte - v.11 - n.4 - 2005

Send to Kindle


Resumo

O exercício físico crônico ou o treinamento físico (TF) tem sido largamente utilizado nos últimos anos com finalidade terapêutica e preventiva em uma série de condições fisiopatológicas, incluindo doenças cardiovasculares. Além dos benefícios cardiovasculares, o TF modula a expressão elevada de citocinas pró-inflamatórias, atuando sobre o eixo neuroimunoendócrino. Atualmente, o quadro de insuficiência cardíaca crônica (ICC) tem sido reconsiderado como uma interação entre mecanismos hemodinâmicos, neurormonais, endócrinos e imunológicos. Esta resposta inflamatória anormal, incluindo a elevada expressão de citocinas pró-inflamatórias, tem sido proposta como responsável pela progressão e deterioração clínica na ICC. Neste quadro, a principal citocina envolvida no quadro fisiopatológico da ICC é o fator de necrose tumoral-a (TNF-a). Assim, o TF pode atuar no quadro de ICC de duas maneiras, melhorando o desempenho durante o exercício físico, bem como atenuando do quadro deletério de elevada concentração de citocinas pró-inflamatórias no sistema cardiovascular, podendo representar importante opção imunomodulatória e, desta forma, permitir melhora significativa no quadro clínico do paciente.

Endereço: http://www.scielo.br/pdf/rbme/v11n4/26866.pdf

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.