Efeito de Um Programa de Treinamento Utilizando o Método Pilates® na Flexibilidade de Atletas Juvenis de Futsal

Por: Bertolla e Flávia.

Revista Brasileira de Medicina do Esporte - v.13 - n.4 - 2007

Send to Kindle


Resumo

flexibilidade consiste na capacidade motora relacionada com a amplitude de movimento atingida por cada articulação. A flexibilidade sofre decréscimo com a idade; durante a adolescência, devido ao estirão de crescimento puberal, ocorre considerável perda dessa característica. Sabe-se, também, que atletas de futebol e futsal, como resultado dos programas de fortalecimento visando o gesto do chute, tendem a apresentar considerável encurtamento da musculatura posterior da coxa, o que promove perda de rendimento e predispõe o atleta a lesões musculares. Assim, o objetivo do presente estudo foi verificar o efeito sobre a flexibilidade proporcionado por um programa de Pilates® em uma equipe de futsal da categoria juvenil (17-20 anos), considerada uma população altamente propensa a limitações dessa capacidade e que pode usufruir de inúmeros benefícios com o incremento da mesma. Para tal, dividiu-se o grupo de atletas em grupo Pilates (GP, n = 6) e grupo controle (GC, n = 5). Optou-se por avaliar a flexibilidade dos atletas com dois métodos (flexímetro e banco de Wells). Realizaram-se avaliações em três momentos distintos: pré (24 horas antes do início do programa), pós-imediato (24 horas após o fim do programa) e pós-tardio (15 dias após o fim do programa). O programa foi realizado em três sessões semanais de aproximadamente 25 minutos, durante quatro semanas. Os resultados obtidos com o presente estudo comprovam que o protocolo de treinamento com o método Pilates® empregado pelos pesquisadores conseguiu incrementar a flexibilidade dos atletas juvenis de futsal. Tal programa apresentou efeitos agudos, representados pelo aumento estatisticamente significante da flexibilidade no pós-imediato (p < 0,05 no banco de Wells e p < 0,01 no flexímetro) e crônicos, observados no ligeiro declínio (não significativo estatisticamente, p > 0,05) no período pós-tardio para ambos os métodos. Sugere-se que mais estudos sejam realizados com o método Pilates® a fim de elucidar todas as possibilidades de aplicação dessa modalidade terapêutica.

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.