Efeito Warriors: Análise dos Arremessos de 3 Pontos na NBA

Por: Gisele Santos Lima, Herdley Kelvin S. Pinto, Mabliny Thuany G. Santos, Marcos B Almeida e Vanessa M. Schmitzhaus.

XXI Congresso Brasileiro de Ciências do Esporte e VIII CONICE - CONBRACE

Send to Kindle


Resumo

INTRODUÇÃO

Criado nos anos 1960, o arremesso de três pontos (3 PT) do basquetebol foi implantado na NBA, a Liga profissional de basquetebol dos EUA, somente na temporada 1980. Contudo, interessantemente, nos primeiros anos houve uma rejeição a essa forma de pontuar, mantendo-se assim a predominância dos arremessos de dois pontos (2PT) e um modelo de jogo mais próximo ao garrafão, baseado em arremessos de curta e média distâncias (LEBOUTILLIER, 2011). Um fato que sustenta essa afirmação é observar que nenhum dos 10 maiores cestinhas de 3PT da NBA consta na lista de maiores cestinhas da história (NBA, 2019a). Mais recentemente, a equipe do Golden State Warriors apresentou uma formação com os cinco atacantes posicionados no perímetro, e priorizando o arremesso de 3PT. Essa proposta inverteu a dinâmica tradicional do jogo, em que o ataque buscava jogar mais próximo à cesta para que a defesa se aglomerasse e favorecesse os passes para o perímetro, para um modelo de jogo no qual o ataque prioriza os arremessos de 3PT fazendo a defesa se estender na quadra, deixando a cesta mais vulnerável às infiltrações. 

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2020 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.