Efeitos Agudos de Sessões de Treino Geral e Específico no Desempenho da Habilidade Técnica de Passe em Jovens Futebolistas

Por: Yuri Salenave Ribeiro.

112 páginas. 2014 00/00/0000

Send to Kindle


Resumo

O sucesso no futebol é multifacetado e o processo de treinamento na modalidade faz uso de exercícios gerais e específicos. Do ponto de vista técnico-tático, a capacidade de executar passes adequadamente pode contribuir para o êxito competitivo. No entanto, poucos estudos investigaram os efeitos de diferentes sessões de treino nesta habilidade técnica específica. Com isso, o objetivo geral do trabalho foi investigar o efeito agudo de sessões de treino gerais e específicas sobre a habilidade técnica de passe em jovens jogadores de futebol. Para isso, duas etapas foram desenvolvidas, sendo uma observacional, correspondendo ao período de recrutamento, caracterização das sessões de treino e reprodutibilidade do protocolo de avaliação, e outra experimental, na qual foram aplicados os testes, pré e pós-intervenções, compostas por sessões de treinos gerais e específicas. Os resultados apontam que o teste é reprodutível em superfície de campo gramado, mais específica à prática do futebol. Além disso, poucas são as diferenças em variáveis de análise de tempo e movimento, fisiológicas e de percepção de esforço entre jovens da categoria sub-15 e sub-17 nas sessões propostas neste estudo. Ademais, na análise pré e pós-treino de sprints repetidos, com mudança de direção a cada 10 metros, houve diminuição do rendimento dos atletas da sub-17, o que não foi verificado na sessão com trocas a cada 20 metros, jogos em espaços reduzidos de 2 vs. 2 e 4 vs. 4. Já na comparação entre os tipos de treinos de sprints repetidos (10m vs. 20m) e jogos em espaços reduzidos (4 vs. 8 jogadores), as trocas a cada 10 metros e o 2 vs. 2 provocaram aumento no tempo de penalidades, respectivamente. Dessa forma, há indicação de que treinos com menor demanda psicofísica, tanto gerais, quanto específicos, possam induzir maior queda de rendimento na habilidade de executar sequência aleatória de passes em jovens futebolistas. Esses achados auxiliam no planejamento e aplicação de treinos dentro da modalidade, considerando que os conteúdos possam ser distribuídos de forma a otimizar o aprimoramento do desempenho dos atletas.

Endereço: http://wp.ufpel.edu.br/ppgef/arquivo-de-dissertacoes-2015/

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.