Efeitos da Caminhada Autosselecionada Associada à Restrição Calórica Sobre Marcadores Bioquímico-metabólicos de Mulheres Adultas Obesas

Por: João Julio Garavelo.

2015 15/12/2015

Send to Kindle


Resumo

avaliar os efeitos de 12 semanas de um programa de exercício físico, envolvendo caminhada em ritmo autosselecionado, associada à restrição calórica sobre marcadores bioquímico-metabólicos de mulheres adultas obesas. Métodos: cinquenta e quatro mulheres obesas foram distribuídas por conveniência em 3 grupos: grupo controle (GCONT = 18; idade 43,5 ± 7,4 anos), grupo submetidas à caminhada em ritmo autosselecionado (GCAS = 18; idade 48,2 ± 6,4 anos) e grupo submetidas à caminhada em ritmo autosselecionado associada à restrição calórica (GCRC = 18; idade 50,2 ± 5,1 anos). Os GCAS e GCRC foram submetidos a um programa de caminhada realizado três vezes por semana com intensidade/ritmo autosselecionada durante doze semanas. Para o GCRC, o programa de treinamento foi associado à restrição calórica, enquanto o GCONT não realizou nenhum tipo de exercício físico de forma regular. Foram realizadas medidas de massa corporal e de estatura; coleta de sangue, para análise de marcadores bioquímico-metabólicos, e hemograma, antes e após o experimento, em ambos os grupos. Resultados: as concentrações de TG sanguíneos e de colesterol VLDL do GCAS reduziram significativamente entre os momentos pré- e pós- treinamento (~19 % e ~10 %; respectivamente, p<0,05); os valores de colesterol LDL do GCONT aumentaram (~19 %) significativamente entre os momentos pré- e pós- experimento (p<0,05); os valores de colesterol HDL do GCAS apresentaram aumentos (~12 %) significantes entre os momentos pré- e pós- treinamento (p< 0,05); os valores de glicemia, insulinemia e índice HOMA-IR reduziram significativamente entre os momentos pré- e pós- treinamento para o GCAS (~13 %, ~14 % e ~27 %; respectivamente, p<0,05) e GCRC (~10 %, ~13 % e ~19 %; respectivamente, p<0,05). Conclusões: a caminhada em ritmo autosselecionado demonstrou ser uma intervenção de exercício eficaz para regular substancialmente marcadores bioquímico-metabólicos em mulheres obesas. Por outro lado, a intervenção dietética utilizada no presente experimento não otimizou os efeitos do exercício realizado em intensidade autosselecionada sobre os marcadores bioquímico-metabólicos.

Endereço: http://www.bibliotecadigital.uel.br/document/?code=vtls000204210

Ver Arquivo (PDF)

Tags:

Comentários


:-)





© 1996-2020 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.