Efeitos da Prática de Aero Jump e Ciclismo Indoor na Composição Corporal de Mulheres Sedentárias

Por: Daniela Lopes dos Santos, Daniele Borba de Assunção Santiago e Marla Patricia Pretto de Pellegrin.

Revista Brasileira de Ciência & Movimento - v.26 - n.1 - 2018

Send to Kindle


Resumo

Este estudo teve como objetivo comparar os efeitos de 12 semanas de treinamento de Aero Jump e Ciclismo Indoor sobre a composição corporal de mulheres sedentárias. Foram avaliadas 20 mulheres de 20 a 38 anos de idade. Os procedimentos utilizados para avaliação da composição corporal foram: verificação da massa corporal, estatura e dobras cutâneas incluindo 7 dobras (tricipital, subescapular, peitoral, axilar média, supra ilíaca, abdominal vertical e coxa medial). As variáveis utilizadas foram o percentual de gordura, o somatório de dobras cutâneas e o índice de massa corporal. O pré-teste foi realizado antes da primeira semana de atividades e o pós-teste ao final de 12 semanas do treinamento. Para análise foi utilizada estatística descritiva, teste de Wilcoxon comparando os dados pré e pós-treinamento e Kruskal-Wallis para comparar os resultados entre os grupos, adotando-se um nível de significância de 5%. Como resultados, observa-se que no grupo que realizou o treinamento com Aero Jump houve diminuição na média do somatório de dobras cutâneas de 161,7±47,85 para 155,4±42,53 e no grupo que realizou o treino com Ciclismo Indoor as três variáveis sofreram diminuição, principalmente o percentual de gordura, diminuindo de 31,8±6,54% para 29,7±5,09%, porém estas alterações não foram estatisticamente diferentes. Concluiu-se que um período de 12 semanas de treinamento, tanto de Aero Jump como de Ciclismo Indoor, não foi suficiente para produzir alterações estatisticamente significativas sobre as variáveis estudadas, apesar de ter se observado uma diminuição. Talvez o período de treino de 12 semanas não tenha sido suficiente para produzir resultados significativos, sugerindo-se um tempo maior do que 12 semanas.Referências 1. Novaes JS. Ginástica em Academia no Rio de Janeiro – Uma Pesquisa Histórico-Descritiva. Rio de Janeiro: Ed Sprint; 1991. 2. Teixeira CVL. Estudo da influência fisiológica e antropométrica de 12 semanas da prática de aulas de Jump Fit ®, em mulheres entre 18 e 26 anos. [Monografia de Especialização]. Campinas (SP): Universidade Estadual de Campinas; 2004. 3. Valle VS, Mello DB, Fortes MSR, Dantas EHM, Mattos MA. Efeito da Dieta e do Ciclismo Indoor sobre a Composição Corporal e Nível Sérico Lipídico. Arq Bras Cardiol. 2010; 95(2): 173-8. 4. Physicus. Aero Jump. [Periódico on line]. 2006. Disponível em: http/www.physicus.com.br.htm [2006 jul 8]. 5. Nery F, Gutierres APM, Dias MRC. Nível de desidratação após treinamento de ciclismo indoor. Rev Bras Med Esp. 2014; 4(20): 320-325. 6. Maia J. Spinning® - A última loucura do mundo fitness. [periódico on line]. 2002. Disponível em: http/www.clubebtt-cpr.com/outros/Artigos/Saúde/Spinning.htm [2007 mar 29]. 7. Ribeiro LT, Nascimento JD, Liberali R. Comparação da alteração da composição corporal de mulheres de 18 a 32 anos praticantes de ciclismo indoor e atividades no minitrampolim. Rev Bras Presc Fisiol Exerc. 2008; 2(7): 81-9. 8. Melo GF, Giavoni A. Comparação dos efeitos da ginástica aeróbica e da hidroginástica na composição corporal de mulheres idosas. Rev Bras Ci e Mov. 2004; 12 (2): 13-8. 9. Monteiro DW. Aspectos fisiológicos e metodológicos do condicionamento físico na promoção da saúde. Rev Bras Ativ Fís e Saúde. 1996; 1 (3):44-58. 10. Petroski EL. Antropometria: Técnicas e Padronizações. 2. ed. Porto Alegre: Gráfica Ed Pallotti; 2003. 11. Jackson AS, Pollock ML, Ward A. Generalized equations for predicting body density of women. Med Sci Sports Exerc. 1980; 12:175-82. 12. Siri WE. Body composition from fluid space and density: analysis of methods. In: Brozek J, Hanschei EA. Techniques for Measuring Body Composition. Washington: National Academy of Science; 1961. p. 223-44. 13. Katch FL, McArdle WD. Nutrição, Controle de Peso e Exercício. 2. ed. Rio de Janeiro: Ed. Médica e Científica PELLEGRI, SANTIAGO e SANTOS 130 R. bras. Ci. e Mov 2018;26(1):124-130. Ltda-MEDSI; 1984. 14. Puggaard L, Larsen JB, Ebbesen E, Jeune B. Body composition in 85 year-old women: effects of increased physical activity. Aging; Milano.1999; 11(5): 307-15. 15. Dolenzal BA, Potteiger JA. Concurrent resistance and endurance training influence basal metabolic rate in nondieting individuals. J Appl Physiol. 1998; 85:695-700. 16. Vilarinho R, Souza WYG Rodrigues TC, Ahlin JV, Guedes DP, Barbosa FM. Effects of indoor cycling in body composition, muscular endurance, flexibility, balance and daily activities in physically active elders. Fit Perf J. 2009; 8(6): 446-5 17. Mahras SS, Nuhu JM. Rebound exercise: a beneficial adjuvant for sedentary non-insulin-dependent type 2 diabetic individuals in a rural environment. Aust J Rural Health. 2015; 24(2):123-9. 18. Bianco A, Bellafiore M, Battaglia G, Paoli A, Caramazza G, Farina F, Palma A. The effects of indoor cycling training in sedentary overweight women. J Sports Med Phys Fitness. 2010; 50(2): 159-65. 19. Viana E, Scaff GM, Reis KB, Navarro F. Alterações da composição corporal após programa de personal trainer em mulheres. Rev Bras Nutr Esp. 2011; 28(5): 317-25. 20. Atkinson LR. Dietas de baixo e muito baixo valor calórico. In: Bray GA. Clínicas médicas da América do Norte. Belo Horizonte: Interlivros; 1989. p. 77-94. 21. Utter AC, Nieman DC, Shannonhouse EM, Butterworth DE, Nieman CN. Influence of diet and/or exercise on body composition and cardiorespiratory fitness in obese women. Int J Sport Nutr. 1998; 8: 213-22. 22. Fernandez AC, Mello MT, Tufik S, Castro PM, Fisberg M. Influência do treinamento aeróbio e anaeróbio na massa de gordura corporal de adolescentes obesos. Rev Bras Med Esporte. 2004; 10 (3):152-8. 23. Perusse L, Rice T, Province MA, Gagnon J, Leon AS, et al. Familial aggregation of amount and distribution of subcutaneous fat and their responses to exercise training in the HERITAGE family study. Obes Rev. 2000; 8(2): 140-50.

Endereço: https://portalrevistas.ucb.br/index.php/RBCM/article/view/7720/pdf

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.