Efeitos da Dança Sobre a Manutenção da Estabilidade Dinâmica e Qualidade de Vida de Indivíduos com Doença de Parkinson

Por: Samuel Estevam Vidal.

83 páginas. 2014 16/06/2014

Send to Kindle


Resumo

A perda da funcionalidade e o decréscimo da manutenção da estabilidade dinâmica é uma consequência comum em indivíduos com doença de Parkinson. A dança vem sendo discutida como tratamento adjunto sintomático para esta população, incrementando a mobilidade e funcionalidade dos indivíduos com a doença. O objetivo deste estudo foi investigar o efeito de 12 semanas de treinamento de tango argentino e forró sobre o equilíbrio de indivíduos com doença de Parkinson. Foram analisadas a variação do centro de gravidade, ângulo e aplicado o PDQL para 9 indivíduos diagnosticados com DP participantes do Programa de Atividade Física para Pessoas com Doenças Neurodegenerativas, alocados em dois grupos: grupo tango (GT; n=5) e grupo forró (GF; n=4). Não foram verificadas alterações nos níveis de qualidade de vida ou manutenção da estabilidade dinâmica destes indivíduos após o término do estudo. O grande intervalo de idade, tempo de diagnóstico e nível de severidade da doença podem ter influenciado os resultados obtidos. 

Endereço: http://repositorio.unb.br/handle/10482/17091

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.