Efeitos de Diferentes Intensidades de Exercício Sobre a Concentração Sérica de Interleucinas

Por: , Leônidas Moreira do Valle Neto, Lila Missae Oyama, Maria Tereza Cartoxo Muniz, Pedro Rogério da Silva Neves, Thiago Ricardo dos Santos Tenório e Wagner Luiz do Prado.

Revista Brasileira de Educação Física e Esporte - v.28 - n.4 - 2014

Send to Kindle


Resumo

 O presente estudo teve como objetivo analisar os efeitos agudos e de curta duração de duas intensidades de exercício aeróbio sobre a concentração circulante de IL-6 e IL-10. Quinze homens jovens fisicamente ativos (21,0 ± 1,9 anos) foram submetidos a duas sessões de exercício (“crossover”): alta intensidade de exercício (AIE)- (80% VO2pico), e baixa intensidade de exercício (BIE)- (40% VO2pico), com intervalo de sete dias (“Wash out”). Amostras de sangue foram coletadas em tubos com EDTA, antes do exercício (basal), imediatamente após o exercício (agudo) e após 2 h de recuperação passiva. As concentrações séricas de IL-6 e IL-10 foram determinadas com a utilização de kits comerciais de ELISA. Os resultados demonstraram elevação aguda da IL- 6, em resposta ao AIE em relação ao BIE (p < 0,05), enquanto que a IL-10 apresentou maior redução sistêmica aguda para BIE em comparação a AIE (p < 0,05). Não houve diferença na variação das citocinas após 2 h do término do exercício. Conclui-se que ambas as sessões agudas de exercício são capazes de modular a concentração circulante destas citocinas, e que a magnitude das alterações são dependentes da intensidade do esforço.

Endereço: https://doi.org/10.1590/1807-55092014000400545

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.