Efeitos de Diferentes Programas de Exercícios Físicos Sobre a Composição Corporal e a Autonomia Funcional de Idosas com Risco de Fratura

Por: Alessandro Verffel, Damiana Mello, Joanna Mynarski, Leandro dos Santos, Mabel Micheline Olkoski e Mônica Warcken Berticell.

Revista da Educação Física - UEM - v.25 - n.4 - 2014

Send to Kindle


Resumo

O objetivo deste trabalho foi analisar os efeitos de diferentes programas de exercícios físicos sobre medidas antropométricas (MA) e autonomia funcional (AF) de idosas com risco de fratura. Quarenta idosas (com risco de fraturas) foram submetidas a 35 sessões (1h, 2 vezes/semana) de treinos de musculação (GM=13), ou funcional (GF=12) ou ginástica aeróbica (GA=15). Foram avaliadas as MA e a AF antes e após os treinamentos. Não foram observadas melhoras nas MA após 35 sessões nos três grupos (p<0,05). Já a AF apresentou melhoras [LPS (p<0,001; Δ%=-0,15; ME=- 0,76), LPDV (p<0,001; Δ%=-0,20; ME=-0,62) e IG (p<0,001; Δ%=-0,10; ME=-0,68)] no GM. No teste de C10m houve interação entre tempo x treino (p<0,05), demonstrando maior magnitude do efeito no GM (Δ%=-0,06; ME=-0,50). Conclui-se que a musculação é mais eficiente na melhora da AF, quando comparada a ginástica funcional e aeróbica em idosas com risco de fraturas.
 

Endereço: http://periodicos.uem.br/ojs/index.php/RevEducFis/article/view/23753

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.