Efeitos de Exercícios de Fortalecimento Muscular Específico Sobre as Medidas de Sarcopenia, Fragilidade e Capacidade Funcional de Idosas Comunitárias: Um Estudo Quasi-experimental

Por: Joana Ude Viana.

160 páginas. 2016 18/04/2016

Send to Kindle


Resumo

Introdução: A fragilidade e a sarcopenia são condições que se sobrepõem, sendo consideradas síndromes geriátricas devido à sua etiologia multifatorial, alta prevalência e difícil diagnóstico. Ambas apresentam relação com quadros incapacitantes como redução da mobilidade, aumento do risco de quedas e fraturas, hospitalização,baixa qualidade de vida e morte. Estas ainda compartilham dificuldades com relação à conceituação e adequada prevenção e tratamento por não existir um consenso acerca destas questões. É sabido no entanto, que o exercício progressivo de resistência é capaz de prevenir ou retardar a instalação da fragilidade e da sarcopenia, minimizando seus desfechos adversos. Em contrapartida, ainda são poucos os estudos que abordam estas estratégia de intervenção na população idosa, especialmente aquela já acometida pela sarcopenia e/ou fragilidade, principalmente no Brasil, ato que demonstra a necessidade de pesquisas sobre o tema. Objetivo: Verificar os efeitos de um programa de exercício resistido progressivo sobre os indicadores de sarcopenia (massa muscular, força muscular e desempenho físico), fragilidade (caracterizada pelo fenótipo de Fried e colaboradores) e capacidade funcional (Short Physical Performance Battery - SPPB) de idosas comunitárias sarcopênicas, comparando os resultados medidos na linha de base e após 12 semanas de intervenção. Método: A amostra do primeiro estudo foi composta por 562 idosos participantes do FIBRA - pólo Belo Horizonte. Este é um estudo epidemiológico, transversal, multidisciplinar e multicêntrico realizado para avaliar o perfil de fragilidade dos idosos brasileiros. Os dados desta sub amostra foram utilizados para estabelecer, por meio da equação preditiva de Lee, possíveis pontos de corte de massa magra muscular para idosos brasileiros a partir do percentil20 desta população em relação à média, bem como verificar as associações da sarcopenia com incapacidades e comorbidades. A amostra dos estudos dois e três foi composta por 18 idosas sarcopênicas, todas alocadas para um grupo de intervenção baseado em exercícios progressivos de fortalecimento de membros inferiores.

Endereço: http://www.bibliotecadigital.ufmg.br/dspace/handle/1843/BUBD-ADDP2K

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.