Efeitos de Um Programa de Reabilitação nas Alterações Posturais e no Quadro álgico de Pacientes com Dpoc

Por: Eliane Fatima Manfio e Leandro Leonardo Zorn.

Revista da Educação Física - UEM - v.30 - n.1 - 2019

Send to Kindle


Resumo

Avaliar a influência de um programa de reabilitação nas alterações posturais e no quadro álgico em paciente com Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica (DPOC). Participaram 18 pacientes de ambos os sexos, faixa etária de 51 a 82 anos (68,3±10,1 anos) e diagnóstico de DPOC. Foram realizadas avaliações antropométricas, avaliação postural e avaliação do quadro álgico antes (pré-PRP) e após (pós-PRP) um Programa de Reabilitação Pulmonar (PRP). Na avaliação postural foram realizados registros fotográficos nas vistas anterior, posterior e lateral direita e as imagens digitalizadas de acordo com os procedimentos do Software de Avaliação Postural (SAPO). Para a avaliação do quadro álgico foi utilizado um questionário e uma escala analógica. Os resultados mostram que o PRP, com média de 15,8(±3,8) semanas, provocou alterações significativas com diminuição do diâmetro ântero-posterior do tórax, no número total de regiões com sintomas de dor e na intensidade dos sintomas de dor. Não provocou alterações significativas nas variáveis posturais estudadas, mas evidenciou manutenção sem agravamento das alterações posturais quando o tratamento não foi interrompido. Os pacientes com DPOC possuem alterações antropométricas, posturais e no quadro álgico que podem ser decorrentes do processo de envelhecimento somados a ocorrência da doença

Endereço: http://periodicos.uem.br/ojs/index.php/RevEducFis/article/view/42137

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.