Efeitos de Diferentes Intensidades de Exercício Físico Aeróbio na Composição Corporal de Adultos com Sobrepeso

Por: César Augusto Calembo Marra.

105 páginas. 2002

Send to Kindle


Resumo

A melhor intensidade do exercício físico aeróbio para melhorar a composição corporal em adultos com sobrepeso ainda não está claro. OBJETIVO: O objetivo do presente estudo foi verificar os efeitos de 14 semanas de exercício físico aeróbio de alta intensidade (AI) e moderada intensidade (MI), na composição corporal de indivíduos com sobrepeso (IMC entre 25 Kg/m2 e 29,9 Kg/m2). METODOLOGIA: A amostra foi composta por 16 homens, voluntários, com idades entre 18 e 33 anos, aparentemente saudáveis e que não realizavam exercícios físicos regulares há 4 meses. Os indivíduos foram separados aleatoriamente em 2 grupos: um grupo (n=8) realizou exercício físico aeróbio em moderada intensidade (60 a 70 % FCMáx) e o outro grupo (n=8) realizou exercício físico aeróbio em alta intensidade (75 a 90% FCMáx). O exercício físico aeróbio constituiu-se em correr, 3 vezes por semana, a distância de 3 km durante 5 semanas e 4 km durante as 9 últimas semanas. Para a elaboração de reeducação alimentar, foi incluído o uso de técnicas de modificação de conduta, com o objetivo de eliminar os hábitos alimentares que contribuem para uma dieta inadequada. Para a análise estatística, foi utilizada análise de variância Split-Plot (SPANOVA). RESULTADOS: Os resultados encontrados mostraram que a média do percentual de gordura (%G) dos sujeitos do grupo de moderada intensidade (MI) antes do tratamento era de 27,09 ± 2,80%G e a média do grupo de alta intensidade (AI) era de 27,40 ± 7,09%G, não havendo diferença significativa inicial entre os grupos (p>0,05). Após o tratamento, a média do percentual de gordura dos sujeitos do grupo de MI foi reduzida para 25,66 ± 3,21%G, redução essa ( =1,43%G) não significativa (p > 0,05). A média do grupo de AI foi reduzida para 22,49 ± 6,23%G ( =4,91%G), havendo, portanto uma diferença significativa (p ≤ 0,05) entre o pré-teste e o pós-teste somente no grupo de AI. CONCLUSÃO: Portanto, os resultados sugerem que o exercício físico aeróbio de corrida realizado em alta intensidade (75 a 90% FCMáx) parece melhor favorecer a perda de gordura corporal em indivíduos com as características similares as da amostra do presente estudo.

Endereço: http://www.nuteses.temp.ufu.br/tde_busca/processaPesquisa.php?pesqExecutada=2&id=1006&listaDetalhes%5B%5D=1006&processar=Processar

Tags:

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.