Efeitos de Diferentes Intervalos de Recuperação no Volume Total de Treino em Homens Treinados

Por: Ramires Alsamir Tibana.

III Congresso de Ciência do Desporto

Send to Kindle


O objetivo do estudo foi comparar o efeito de dois intervalos de recuperação (IR) na cadeira extensora unilateral sobre o volume completado em três séries, no volume total de treino. Doze homens jovens (idade: 23,05 ± 4,03 anos, estatura: 174,78 ± 6.75 cm, massa corporal: 77,78 ± 13,27 kg, IMC: 25.37 ± 2,83 kg.m2, percentual (%) de gordura: 11,99 ± 4,68%), todos com pelo menos um ano de experiência no treinamento resistido. Os indivíduos realizaram 4 sessões de testes com intervalos de 48hs entre elas. Nas sessões 1 e 2 foram realizados teste e re-teste de 10RM. Nas sessões 3 e 4 realizaram três séries de 90% de 10RM . O IR entre as séries foram de 90 e 120s, contrabalanceados entre os dias de teste. A análise estatística foi a ANOVA de medidas repetidas 2 X 3 [tempo de recuperação (90 e 120 segundos) X série (1ª, 2ª e 3ª)]. O teste T-Student para variáveis dependentes foi utilizado para comparar o somatório do volume total de treino nos dois intervalos distintos. Tanto 120 como 90s não conseguiram manter o volume ao longo das três série, no entanto, com a utilização do IR de 120s foi possível realizar um maior volume total de treino. O estudo indicou que o IR de 120s é superior ao de 90s no volume total de treino, entretanto, para manuntenção do volume entre ás séries um IR superior deve ser realizado. Tabela 1. Resultados do volume total em cada série, total de todas as séries, taxa de fadiga e % de alteração em diferentes intervalos de recuperação. A.= Percentual de Alteração entre as séries de 120s comparadas com a de 90s;  Diferença  ignificativa entre o volume total de treino no IR de 120s comparado com o IR de 90s;*   iferença significativa em relação a 1ª série de 90s; ‡ Diferença significativa em relação a 1ª  érie de 120s; ¥ Diferença  ignificativa em relação a 2ª série de 120s.

Comentários


:-)





© 1996-2021 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.