Efeitos do Direcionamento da Atenção Para Parâmetros do Movimento no Comportamento Motor de Pessoas com Deficiência Física

Por: Andrea Lucia Serio Bertoldi.

220 páginas. 2012 21/09/2012

Send to Kindle


Resumo

Pessoas com lesão medular apresentam dificuldades em adaptar seus movimentos às demandas do ambiente. Diferentes estudos têm demonstrado o papel do direcionamento da atenção como facilitador das relações entre indivíduo/ambiente no processo de aprendizagem motora. O objetivo do estudo foi investigar os efeitos da prática de exercícios com direcionamento de atenção para a variabilidade de parâmetros de amplitude, velocidade e tensão na organização motora de pessoas com lesão medular, durante a realização de uma ação de membro superior. Foram avaliados 20 sujeitos, 10 adultos hígidos (SLM), e 10 adultos com lesão medular torácica (grupo LM), por meio de cinemática tridimensional sincronizada com eletromiografia, realizando o transporte de uma jarra contendo 1L de água, nas condições experimentais: C1 (para longe e frente) e C2 (para longe e cima). A normalidade de distribuição dos dados foi validada por meio do teste de Shapiro-Wilk. Os dados foram comparados utilizando-se Análise de Variância (ANOVA) para medidas repetidas com nível de significância p≤ 0,05. Foi aplicado o teste de acompanhamento de Dunnett, comparando-se os dados entre os grupos LM e SLM e o teste post hoc Tukey para n iguais, comparando-se todos os períodos pré e pós-intervenção intragrupo LM. Os principais efeitos da intervenção sobre o grupo LM foram: diminuição da excursão na extensão cervical; diminuição dos tempos de movimento; aumento dos valores de pico de velocidade de todos os ângulos estudados; aumento dos picos de velocidade linear do punho e diminuição das durações de ativação muscular. Houve antecipação do pico de velocidade angular de flexão do tronco; alteração da ordem dos picos de velocidade angular de flexão e rotação do tronco; foi verificada a antecipação dos picos de ativação muscular dos estabilizadores do tronco e a diminuição dos tempos de latência muscular. A intervenção adotada promoveu uma perturbação no grupo LM capaz de alterar o movimento estudado com tendência a produzir equivalências entre os grupos no padrão da ação (macroestrutura) e gerar aproximações no comportamento dos parâmetros variáveis da ação (microestrutura), mantendo, porém, diferenças na microestrutura da ação. Concluiu-se que a organização dos movimentos dos grupos LM e SLM está sujeita às restrições do organismo, no entanto, há a possibilidade de reorganização da ação por meio do direcionamento da atenção para variabilidade de parâmetros dos movimentos, assumindo-se a aprendizagem motora como um processo além da estabilização. A importância desses resultados está no reconhecimento de que o estímulo à adaptabilidade de movimentos não se encerra na diminuição do erro e na formação de padrões iniciais de consistência de ações funcionais. Ao contrário disso, este é um processo dinâmico que pressupõe uma visão sistêmica de autonomia motora, ainda em construção. 

Endereço: http://www.pgedf.ufpr.br/Teses.html

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.