Efeitos do Exercício Extenuante Diurno e Noturno Sobre os Níveis Séricos de Melatonina

Por: Abdulkerim Kasim Baltaci, Bilal Demirhan, Mehmet Kilic, Rasim Mogulkoc e Suleyman Patlar.

Revista Brasileira de Medicina do Esporte - v.22 - n.6 - 2016

Send to Kindle


Resumo

Há relatos de uma possível relação entre a melatonina, hormônio secretado pela glândula pineal, e exercício. Objetivo: O presente estudo tem como objetivo investigar como o exercício extenuante diurno e noturno afeta os níveis de melatonina. Métodos: O estudo inscreveu 10 homens sedentários saudáveis que não se exercitavam ativamente. Os sujeitos tinham média de idade de 22,20 ± 0,24 anos, estatura média de 174,60 ± 2,33 cm e peso médio de 69,70 ± 2,42 kg. Duas amostras de sangue foram coletadas dos sujeitos, uma em repouso, às 10h00 da manhã e a outra imediatamente após exercício extenuante. Da mesma forma, foram coletadas amostras de sangue do mesmo grupo de sujeitos depois de 48 horas: às 24h00 em repouso e imediatamente após exercício extenuante. As amostras foram analisadas pelo método ELISA para determinar os níveis séricos de melatonina (pg/ml).

Endereço: http://www.scielo.br/pdf/rbme/v22n6/1517-8692-rbme-22-06-00436.pdf

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2017 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.