Efeitos do Exercício Físico Sobre Diabetes Mellitus Tipo 1: Uma Revisão Sistemática de Ensaios Clínicos e Randomizados

Por: Danifrancisco da Silva Marçal, Eduardo Gauze Alexandrino, Lúcia Elaine Ranieri Cortez e Rose Mari Bennemann.

Revista da Educação Física - UEM - v.29 - n.1 - 2018

Send to Kindle


Resumo

Diabetes mellitus tipo 1 (DM1) caracteriza-se como patologia crônica autoimune. Exercício físico (EF) é considerado estratégia positiva na terapia do DM1. O objetivo do estudo foi sistematizar evidências científicas que relacionam intervenções do EF em indivíduos com DM1. Trata-se de revisão sistemática de literatura, de estudos clínicos e randomizados. Realizou-se levantamento em periódicos indexados nas bases de dados PUBMED, SCOPUS, COCHRANE, LILACS e SCIELO. Os Descritores em Ciências da Saúde utilizados foram: diabetes mellitus, type 1 AND exercise e seus correspondentes em português e espanhol. Foram incluídos 28 artigos publicados entre os anos de 2012 e 2016. Todos os estudos abordaram a relação entre o gerenciamento da patologia e diferentes tipos, frequência, volume, duração e intensidade de exercícios. Diferentes assuntos foram abordados, como: pâncreas artificiais, dieta, suplementação, insulina e hipoglicemia. Um dos grandes desafios para assegurar boa gestão do DM1 com prática de EF são relacionados ao controle da glicemia e à hipoglicemia durante, logo depois ou tardiamente após a intervenção. Os EF aeróbicos, resistidos, pilates e intermitentes, em conjunto com dieta adequada, horários de refeições e suplementação mostraram-se eficazes no gerenciamento de diversas váriáveis metabólicas e clínicas dos pacientes com DM1.

Endereço: http://periodicos.uem.br/ojs/index.php/RevEducFis/article/view/34379

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.