Efeitos do Método Pilates na Mobilidade da Coluna Vertebral na Qualidade de Vida de Idosos: Estudo de Caso

Por: Josiane Teresinha Bertoldi, Raquel Aparecida Winter e Sabrina Pscheidt Fialho.

Cinergis - v.17 - n.1 - 2016

Send to Kindle


Resumo

Objetivo: investigar os efeitos dos exercícios do método Pilates na mobilidade da coluna vertebral, na independência e na qualidade de vida de idosos. Método: foram realizadas anamnese, teste de Schober (TSC) para flexibilidade da região lombossacral; teste de Stibor (TST) para região tóraco-lombar; atividades básicas de vida diária (ABVD´s) pelo Índice de Katz e o questionário WHOQOL-Bref de qualidade de vida (QV). Os critérios de inclusão foram idosos da comunidade em geral, com idade igual ou superior a 60 anos, sendo excluídos os idosos com déficit cognitivo, acamados ou cadeirantes, com infecções, com patologias que restrinjam o movimento da coluna como artrose, artrodese, osteoporose, entre outras com diagnóstico clínico. A amostra foi composta por um idoso, sexo masculino, com 67 anos, submetido a 10 sessões de exercícios selecionados do método Pilates aplicados no solo para nível iniciante, sendo três vezes por semana com duração de 30 minutos. Resultados: os resultados apontaram acréscimo de 4,5cm no TSC e 3,0cm no TST, ABVD´s sem alterações e WHOQOL-Bref com leve evolução. Considerações finais: o método Pilates promove melhora significativa na mobilidade e flexibilidade da coluna vertebral, porém traz poucos efeitos sobre a percepção da qualidade de vida em idosos independentes.

Endereço: https://online.unisc.br/seer/index.php/cinergis/article/view/6760

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2020 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.