Efeitos do Treinamento Aeróbico Sobre o Estresse Oxidativo em Músculos

Por: Ariene Sampaio Souza Farias, Bruna Donat, Carla Werlang Coelho, Daniela Delwing-de Lima, Débora Delwing Dal Magro, Eduardo Manoel Pereira, Mariana Ramos Vieira e Marina Zordan Poletto.

Revista Brasileira de Medicina do Esporte - v.25 - n.5 - 2019

Send to Kindle


Resumo

Introdução

Obesidade é uma desordem metabólica complexa e multifatorial, caracterizada pelo acúmulo de gordura corporal. O exercício físico tem a capacidade de aumentar o gasto energético e promover efeito reparador por meio da modulação das defesas antioxidantes endógenas.

Objetivo

Avaliar os efeitos da dieta hiperlipídica (DHL) sobre parâmetros de estresse oxidativo em músculos esqueléticos de ratos, por protocolos de treinamento físico aeróbico (TFA), treinamento contínuo de intensidade moderada (TCIM) e treinamento intervalo de alta intensidade (HIIT).

Métodos

O estudo foi quantitativo e experimental. Animais receberam 8 semanas de DHL ou dieta normal (DN), seguidas por 9 semanas de DHL ou DN e os dois TFA.

Resultados

A DHL não alterou a formação de substâncias reativas ao ácido tiobarbitúrico (TBA-RS), conteúdo total de sulfidrilas e de proteínas carboniladas nos músculos sóleo e plantar. Em contraste, os protocolos diminuíram TBA-RS no músculo plantar e aumentaram o conteúdo de sulfidrilas no músculo sóleo. TCIM aumentou o conteúdo de sulfidrilas no músculo plantar e reduziu o conteúdo de proteínas carboniladas em ambos os músculos. A DHL reduziu a atividade da SOD no músculo plantar; o TCIM aumentou a SOD no músculo sóleo e ambos os protocolos reverteram a diminuição da SOD no músculo plantar. A DHL aumentou a CAT no músculo sóleo, o HIIT preveniu essa alteração e ambos os protocolos aumentaram a CAT no músculo plantar. A DHL diminuiu a atividade da GSH-Px em ambos os músculos, e o TCIM preveniu esta diminuição no músculo sóleo, enquanto que o HIIT preveniu parcialmente esta diminuição. O TCIM não preveniu a redução da GSH-Px, e o HIIT preveniu parcialmente esta diminuição no músculo plantar.

Conclusão

A DHL causou estresse oxidativo nos músculos esqueléticos de ratos, e ambos os protocolos foram capazes de prevenir a maioria das alterações nos parâmetros de estresse oxidativo causadas pela DHL. Nível de evidência IV; Investigação dos resultados do tratamento.

Endereço: https://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_abstract&pid=S1517-86922019000500404&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt

Comentários


:-)





© 1996-2021 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.