Efeitos do Treinamento Aeróbio Intervalado Periodizado Sobre os Parâmetros Antropométricos, Bioquímicos e Clínicos em Portadores de Síndrome Metabólica

Por: Maria Paula Ferreira de Figueiredo.

88 páginas. 2016 07/04/2016

Send to Kindle


Resumo

Introdução: Pesquisas retratam a importância do exercício físico para a população como prevenção e tratamento da Síndrome Metabólica (SMet). Dentre os tipos de treinamento, destaca-se o aeróbio intervalado (TAI) como benéfico na melhora dos indicadores da SMet, entretanto, novas abordagens no tocante às dinâmicas de cargas e nos métodos aplicados para esta população, merecem atenção. Objetivo: Analisar os efeitos do TAI periodizado sobre os parâmetros antropométricos, bioquímicos e clínicos em participantes sedentários portadores de síndrome metabólica. Métodos: O estudo consistiu de 31 participantes de ambos os sexos com idade entre 35 e 60 anos, sedentários, com diagnostico de SMet, os quais foram randomizados em dois grupos, um exposto ao TAI periodizado (n=18) e outro controle (n=12) sem intervenção. O grupo TAI periodizado foi submetido à periodização por 16 semanas, três vezes por semana, com intervalos de recuperação entre 24 e 72h totalizando 39 sessões de treino e nove sessões recuperativas. A dinâmica de carga foi dividida em etapas de acordo com três níveis de intensidade: leve, moderada e alta. Antes e após o treinamento foram realizadas avaliações para análise da estatura, impedância bioelétrica corporal, circunferências corporais por fita métrica, perfil lipídico e glicemia em jejum de 12 horas, pressão arterial e frequência cardíaca (FC) em repouso. Análise estatística: Para análise estatística foi utilizado 5% de significância. Foi realizada análise de variância com ajuste por sexo e idade (Ancova) e correlação de Sperman das variáveis antropométricas com bioquímicas e clínicas. Resultados: Embora sem efeitos sobre o diagnóstico de SMet, os resultados mostram que houve elevada relevância clínica do TAI periodizado na redução de massa corpórea, IMC e circunferências corporais, com efeito moderado sobre a pressão arterial diastólica (PAD). No grupo controle houve aumento moderado da glicemia e massa gorda, e elevado da FC. As demais variáveis não tiveram significância estatística

Endereço: https://repositorio.unesp.br/handle/11449/138865

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.