Efeitos do Treinamento de Alta Intensidade da Musculatura Inspiratória nos Atletas de Rugby

Por: Adauto de Oliveira Nunes Júnior, Dernival Bertoncello, Gualberto Ruas, Marina Andrade Donzeli, Nuno Miguel Lopes de Oliveira e Suraya Gomes Novais Shimano.

Revista Brasileira de Medicina do Esporte - v.24 - n.3 - 2018

Send to Kindle


Resumo

Introdução: O rugby é um esporte caracterizado por ações motoras com alta e baixa intensidade. Desse modo, os músculos respiratórios necessitam do trabalho adequado para manter a respiração efetiva de modo sustentado. Objetivo: Analisar os efeitos do treinamento da musculatura inspiratória (TMI) de alta intensidade nos atletas amadores de rugby da cidade de Uberaba, Minas Gerais, Brasil. Métodos: Este estudo caracteriza-se por ser um estudo do tipo clínico, em que 20 jogadores amadores foram submetidos à avaliação da prova de função pulmonar, força muscular respiratória e capacidade física, divididos em dois grupos: 10 voluntários no grupo TMI (G1) e 10 no grupo controle (G2). Todas as avaliações foram realizadas no período de pré e pós-12 semanas de TMI. Resultados: Observou-se que a prova de função pulmonar não apresentou nenhuma alteração significante. No entanto, a ventilação voluntária máxima, a pressão inspiratória máxima, a pressão expiratória máxima e a distância percorrida apresentaram aumentos significativos após o TMI. Conclusão: O TMI proporcionou efeitos benéficos nos jogadores amadores de rugby. Nível de evidência I; Estudos terapêuticos – Investigação dos resultados do tratamento.  

Endereço: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_abstract&pid=S1517-86922018000300216&lng=en&nrm=iso&tlng=pt

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.