Efeitos da Experiência Clínica na Percepção de Profissionais do Pré-atendimento na Utilização de Serviços Especiais.

Por: Chris Carpenter e Sean Cai.

Revista Brasileira de Cineantropometria & Desempenho Humano - v.13 - n.2 - 2011

Send to Kindle


Resumo

Considerando que as atitudes e expectativas que o professor tem na sala de aula afetam diretamente o desempenho do aluno, este estudo teve como objetivo avaliar o efeito cognitivo da experiência clínica acumulada no atendimento com sujeitos portadores de necessidade especiais por profissionais de ciências do exercício. Estudantes universitários com e sem experiência em atividades laborais adaptadas participaram do estudo. Foram fornecidas informações que abrangiam as atitudes e percepções sobre o ambiente da sala de aula, orientações pedagógicas, inclusão e auto-eficácia. Os resultados foram analisados e usados para implicações pedagógicas. Os resultados sugerem que os pré-educadores tendem a sentir-se despreparados e mal equipados para trabalhar em um ambiente educacional de inclusão. Portanto, os programas colaborativos de formação de pré-professores deveriam contemplar os cursos de formação educacional, com experiências práticas para o atendimento em ambientes de inclusão social, tais como estágio, experiência de campo e experiência clínica. Além disso, os cursos escola-universidade podem oportunizar experiências que facilitem os resultados benéficos para futuros educadores, bem como a atuação junto a populações com necessidades especiais.

Endereço: https://periodicos.ufsc.br/index.php/rbcdh/article/view/1980-0037.2011v13n2p145

Comentários


:-)





© 1996-2020 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.