Efeitos da Fadiga Sobre Características Cinemáticas da Corrida na Velocidade do Consumo Máximo de Oxigênio

Por: Leonardo de Lucca.

2011 00/00/0000

Send to Kindle


Resumo

O objetivo do estudo foi analisar os efeitos da fadiga sobre características cinemáticas durante a corrida na velocidade do consumo máximo de oxigênio determinada durante teste incremental. Participaram deste estudo 11 sujeitos ativos fisicamente, estudantes de Educação Física, praticantes de esportes coletivos. Primeiramente os sujeitos foram submetidos a um protocolo progressivo de corrida até a exaustão voluntária para determinar a velocidade do consumo máximo de oxigênio. Na sequência, os sujeitos foram submetidos a um teste de velocidade constante para identificar o tempo limite na velocidade do consumo máximo de oxigênio e adquirir os dados cinemáticos a 210 Hz referentes a 5 ciclos completos de passadas em dois instantes diferentes da corrida: a) fase inicial: 20 segundos após o início da corrida; b) fase final: último contato do pé com o solo da última passada de interesse ocorrendo 10 segundos antes do término da corrida. Os valores foram calculados pelo software APAS. Foi utilizada a estatística descritiva, o Teste t Pareado para comparação entre as médias dos dois instantes analisados e a regressão linear múltipla para verificar a contribuição das modificações cinemáticas no Tempo Limite. O nível de confiabilidade adotado foi de 95%. O aumento da máxima plantiflexão no balanço (p=0,009) e amplitude de movimento do joelho (p=0,05) foram as únicas diferenças significativas encontradas para o grupo todo. O tempo limite pôde ser predito pelas modificações em 6 variáveis: tempo de suporte, máxima dorsiflexão no suporte, ângulo do joelho no contato, máxima flexão do joelho no suporte, máxima flexão do joelho no balanço e ângulo do quadril na retirada do hálux. Foi possível concluir que a fadiga muscular nos estágios finais da corrida na vVO2máx causa alterações cinemáticas individuais específicas nas articulações do tornozelo joelho e quadril, apesar da ausência de alterações cinemáticas significativas para a ampla maioria das variáveis. Além disso, o tempo limite pode ser predito por modificações cinemáticas ao longo da corrida na vVO2máx.

Comentários


:-)





© 1996-2020 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.