Efeitos da Laserterapia de Baixa Potência Sobre a Fadiga do Músculo Quadríceps de Indivíduos Jovens

Por: André Osvaldo Brandão Guimarães.

2013 12/09/2013

Send to Kindle


Resumo

O objetivo desse estudo foi o de avaliar o efeito da aplicação do laser de baixa potência (LBP) sobre o desempenho da resistência anaeróbia do músculo quadríceps em sujeitos jovens. A terapia com laser de baixa potência parece diminuir alguns índices da fadiga muscular. A maior parte desses efeitos pode ser consequência da influência do laser sobre os músculos predominantemente aeróbios. Os estudos em animais e ensaios clínicos anteriores mostraram que o laser pode melhorar a eficácia do metabolismo mitocondrial para a ressíntese da Adenosina Trifosfato e, assim, retardar - ou minimizar- os efeitos deletérios da fadiga muscular. Esta pesquisa caracterizou-se como um estudo experimental do tipo ensaio clínico controlado, randomizado e cego, no qual participaram 93 voluntários, militares, com faixas etárias entre 18 e 19 anos. Os sujeitos foram alocados randomicamente em três grupos: Controle (G1), Placebo (G2) e Laser (G3). Todos os voluntários foram submetidos a uma avaliação antropométrica e a um Protocolo de Fadiga. Este protocolo foi aplicado em uma avaliação inicial (AV-1), para coleta de dados de base, e em uma avaliação final (AV-2). Como variáveis do estudo, utilizamos as concentrações de lactato sanguíneo e índices de potência muscular, como potência média e velocidade pico. O protocolo de fadiga consistiu em um teste de velocidade máxima, com vinte repetições, realizado em uma máquina do exercício “leg press 45º”. Em conclusão, verificou-se que, neste estudo, a LBP causou um incremento significativo (p=0,047) na média das potências médias da fase excêntrica do exercício “leg press 45º” realizado por indivíduos jovens

Ver Arquivo (PDF)

Tags:

Comentários


:-)





© 1996-2020 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.