Efeitos da Remobilização em Duas Semanas com Natação Sobre o Músculo Sóleo de Ratos Submetidos à Imobilização

Por: Adriano Policam Ciena, Claudia Pudell, éder Paulo Belato Alves, Fabielle Sant Ana Volpi, Gladson Ricardo Flor Bertolini, Luana Muriel Casarolli e Thiago Menon.

Revista Brasileira de Medicina do Esporte - v.14 - n.3 - 2008

Send to Kindle


Resumo

Uma importante questão para a reabilitação é como proteger o músculo esquelético dos efeitos da imobilização, pois, o músculo é o mais mutável dentre os tecidos biológicos e responde às demandas normais ou alteradas com adaptações morfológicas e funcionais. O objetivo deste artigo foi verificar o efeito de duas diferentes intensidades de carga de natação sobre a morfologia do músculo sóleo, e se são eficazes para reverter o processo de atrofia causado pela imobilização durante o período de 15 dias. Foram utilizados 10 ratos, com idade de 10±2 semanas, divididos em 2 grupos: G1 (imobilização/natação sem peso) e G2 (imobilização/natação com sobrecarga de 10% do peso corporal). Dentro das variáveis analisadas ao comparar o membro esquerdo (submetido à imobilização) com o direito (não submetido) foram observados: para peso muscular em G1=-20,55% (p=0,0344) e G2= -17,02% (p=0,0053); comprimento muscular em G1= -10,66% (p=0,0011) e G2= -6,55% (p=0,1016); estimativa de sarcômeros em série no músculo para G1= -14,18% (p=0,0101) e G2= -10,99% (p=0,0043); e para comprimento de sarcômeros em G1= 3,51% (p=0,3989) e G2= 5,28% (p=0,1771). Conclui-se que duas semanas de remobilização através da natação, com diferentes tipos de sobrecarga não foram suficientes para reverter totalmente o processo de atrofia causado pela imobilização.

Endereço: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1517-86922008000300001&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.