Efeitos da Suplementação de Diferentes Concentrações de Maltodextrina em Ratos Submetidos a Exercício Continuo e Prolongado

Por: Angela Maria Ruffo.

63 páginas. 2004 09/11/2004

Send to Kindle


Resumo

O objetivo deste estudo foi analisar alguns efeitos bioquímicos da suplementação de diferentes concentrações de maltodextrina (5%, 10%, 15% e 20%) durante exercício de caráter contínuo e prolongado em 34 ratos machos da linhagem Wistar. Animais foram suplementados 20 min antes do exercício de natação, composto por 90 min de atividade com 6% do peso corporal. Os animais suplementados com 15% de maltodextrina apresentaram maior economia do conteúdo de glicogênio muscular para o sóleo (35,52±1,66) em relação ao grupo controle (26,33±1,71), demonstrando um total de 34,9% a mais. O músculo gastrocnêmio apresentou tendências de maior economia para todos os grupos suplementados, contudo as diferenças não foram estatisticamente significativas ao serem comparados ao grupo controle. O grupo suplementado com 10% de maltodextrina também apresentou maior economia para o glicogênio hepático (113,88±8,54) quando comparado ao grupo controle (64,16±12,93), cerca de aproximadamente 77,49%. Análises séricas de triacilglicerol e glicose, não apresentaram efeitos positivos com a suplementação de CHO. Observou-se que os animais que fizeram uso da solução carboidratada, executaram por mais tempo a natação, entretanto, os resultados não foram estatisticamente significativos. Concluiu-se que a ingestão de maltodextrina auxilia na economia do glicogênio muscular e hepático, podendo auxiliar o aumento da performance durante o exercício. Estes achados podem ser potencialmente importantes para os atletas que praticam esporte com caráter contínuo e prolongado, como ciclismo, corredores, triatletas e outros. Palavras-chave: maltodextrina, exercício e ratos.

Endereço: http://hdl.handle.net/1884/6294

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.