Efeitos da Suplementação Prolongada de Creatina Mono-hidratada Sobre o Desempenho Anaeróbio de Adultos Jovens Treinados

Por: Leandro Ricardo Altimar.

Revista Brasileira de Medicina do Esporte - v.16 - n.3 - 2010

Send to Kindle


Resumo

O objetivo do presente estudo foi investigar o impacto de ito semanas de suplementação de creatina mono-hidratada Crm) sobre o desempenho anaeróbio de adultos jovens reinados. Vinte e seis estudantes de educação física, o exo masculino, saudáveis, foram divididos aleatoriamente m grupo creatina (GCr, n = 13; 22,5 ± 2,7 anos; 74,9 ± ,8kg, 178,5 ± 4,8cm) e grupo placebo (GPl, n = 13; 22,9 3,2 anos, 71,9 ± 11,3kg, 178,6 ± 4,0cm). Os indivíduos ngeriram em sistema duplo-cego doses de Crm ou placebo- altodextrina (20 g.d-1 por 5 dias e 3 g.d-1 por 51 dias ubsequentes). Ambos os grupos tiveram seus hábitos alimentares e os níveis de aptidão física controlados nteriormente. O teste anaeróbio de Wingate (TW) foi sado para avaliar o desempenho anaeróbio antes e após o eríodo de ingestão de Crm ou placebo. Os índices de desempenho analisados foram: potência pico relativa PR), potência média relativa (PMR), trabalho total elativo (TTR) e índice de fadiga (IF). Para tratamento statístico foi utilizado ANOVA, seguido pelo teste de ost hoc Tukey, quando P<0,05. Não foram observadas iferenças significantes nos índices PPR, PMR, TTR e IF pós o período de suplementação de Crm (P<0,05). Os esultados do presente estudo sugerem que a suplementação e Crm não parece ser um recurso ergogênico eficiente em sforços físicos de alta intensidade e curta duração que nvolve uma única série.

Endereço: http://www.scielo.br/pdf/rbme/v16n3/06.pdf

Comentários


:-)





© 1996-2020 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.