Efeitos do Treinamento Físico Específico e Monitorado Sobre a Variabilidade da Frequência Cardíaca de Canoístas Slalom

Por: Daiane Pedro Bom, Denis Roberto Terezani, Fúlvia de Barros Machado-gobatto, Leonardo Henrique Dalcheco Messias, Marlene Aparecida Moreno e Nathália Arnosti Vieira.

Conexões - v.11 - n.1 - 2013

Send to Kindle


Resumo

As provas de canoagem slalom são caracterizadas por descidas de alta intensidade em rios e corredeiras, sendo valores elevados de frequência cardíaca (FC) observados nessa modalidade. Entretanto, dados acerca da variabilidade de FC (VFC) e efeitos do treinamento sobre esse parâmetro ainda não foram investigados. Desse modo, o objetivo do estudo foi analisar a partir da VFC de canoístas slalom, os efeitos de sete semanas de treinamento monitorado sobre a modulação autonômica da FC. Foram avaliados seis canoístas antes e após sete semanas de treinamento. A FC e intervalos R-R foram captados por um período de 15 min, com atletas em repouso na postura sentada. A VFC foi analisada no domínio do tempo. O treinamento foi realizado em seis sessões semanais de aproximadamente 2 hs/dia. Os valores obtidos nas condições pré e pós-treinamento, mostram predomínio parassimpático na modulação de FC sem diferenças significantes entre seus índices. O monitoramento do treinamento revelou que apenas a 3ª semana de treinamento apresentou valores superiores quando comparada às demais, sendo a VFC não alterada nesse período. De acordo com os resultados, o grupo de canoístas slalom apresenta predominância parassimpática referente à modulação autonômica da FC, que não foi modificada após sete semanas de treinamento.

Endereço: http://fefnet178.fef.unicamp.br/ojs/index.php/fef/article/view/884

Comentários


:-)





© 1996-2020 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.