Efeitos do Treinamento Intervalado em Variáveis Fisiológicas e na Performance de Ciclistas Competitivos

Por: K. M. Souza, L. G. A. Guglielmo, e V. P. Costa.

Revista Andaluza de Medicina Del Deporte - v.7 - n.2 - 2014

Send to Kindle


Resumo

Objetivo. O presente estudo teve como objetivo analisar os efeitos de diferentes métodos de treinamento intervalado (TI) nos parâmetros fisiológicos e no desempenho de ciclistas competitivos.

Método. A classificação dos métodos de TI foram: a) sub-máximo (TIsub), b) máximo (TImax) e c ) supra-máximo (TIsup). A estratégia de busca incluiu os seguintes termos: treinamento intervalado, treinamento intervalado em ciclistas, treinamento intervalado de alta intensidade, treinamento intervalado de alta intensidade em ciclistas e sprint. Foram consultadas as seguinte bases de dados: PubMed, Google Scholar e SPORTDiscus. Para isso, foi realizada uma pesquisa entre julho de 2011 e fevereiro de 2012.

Resultados. Dentre as diferentes metodologias de TI em ciclistas competitivos, todos os métodos foram suficientes para demonstrar melhorias na potência aeróbia máxima (Pmax), consumo máximo de oxigênio (VO2max), limiares fisiológicos, tempo de exaustão (Tlim) e contra-relógio de 40 km no ciclismo (CR40km ) em ciclistas competitivos.

Conclusão. Portanto, os três métodos de TI demonstraram que são necessárias de 6-8 sessões de treino durante um período de 4-6 semanas para se obter ganhos nas variáveis fisiológicas e na performance em ciclistas competitivos.

Endereço: http://scielo.isciii.es/scielo.php?script=sci_issues&pid=1888-7546&lng=pt&nrm=iso

Comentários


:-)





© 1996-2020 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.