Efeitos do Treinamento Periodizado no Desempenho Motor de Atletas de 11 a 16 Anos de Idade, Praticantes de Atletismo.

Por: Mário Luís de Almeida Leme.

191 páginas. 2011 00/00/0000

Send to Kindle


Resumo

Esse estudo teve como objetivo analisar a influência do programa periodizado em
crianças e adolescentes praticantes de atletismo, com idade entre 11 a 16 anos.
Foram selecionados 25 atletas, subdivididos em: G1 (n=5) de 11 e 12 anos de idade;
G2 (n=11) de 13 e 14 anos de idade; e G3 (n=9) de 15 e 16 anos de idade. Após
aprovação pelo Comitê de Ética em Pesquisa (CEP) – UNIMEP, número 59/2009.
Os atletas foram submetidos à periodização no modelo de Matveev, composta de 18
microciclos, com 54 unidades de treino (UTr), sendo o treinamento três vezes por
semana e com duração de, aproximadamente, 60min. Nesse período, foram
realizadas quatro avaliações com objetivo de identificar o crescimento e o
desempenho motor dos atletas. Para o tratamento dos dados, utilizou-se a
estatística descritiva ANOVA F, medidas repetitivas de teste de Post-hoc de LSD e
teste de Bonferroni, com nível de significância de p<0,05. Os dados foram
processados no Statistical Package for Sciences (SPSS) para Windows, versão
13.0. Os resultados evidenciaram melhora significativa em todas as capacidades
motoras e no desempenho da técnica dos grupos analisados. A média e desvio
padrão dos resultados foram: idade (anos) no G1(n=5) de 11,60 ± 0,55; no G2
(n=11) de 13,36 ± 0,50; e no G3 (n=9) de 15,33 ± 0,50. Foi identificado o estágio 3
no G1, estágio 4 no G2 e estádio 5 no G3. Obtiveram-se os seguintes valores do
peso corporal (kg) na A4: G1 de 43,66kg ± 17,68kg; G2 de 48,47kg ± 12,08kg; e, G3
de 54,69kg ± 5,25kg. A estatura (cm) obtida na A4, no G1, foi de 151,48cm ±
15,20cm; no G2, de 160,65cm ± 9,19cm; e, no G3, de 164,05cm ± 4,76cm. O IMC
(kg/m2) mensurado na A4, no G1, foi de 18,33 kg/m2 ± 4,27 kg/m2; no G2, de 18,60
kg/m2 ± 3,09 kg/m2; e, no G3, de 20,33 kg/m2 ± 1,95 kg/m2. Nas capacidades
motoras, os resultados encontrados foram: flexibilidade na A4, no G1, de 27,94cm ±
7,03cm; no G2, de 30,69cm ± 7,97cm; e, no G3, de 33,17cm ± 7,91cm. Na FMI, na
A4, no G1, foi de 186,14cm ± 07,29cm; no G2, 197,46cm ± 20,09cm; e, no G3, de
199,77cm ± 15,22cm. Na agilidade (SR), na A4, no G1, foi de 10,93s ± 0,75s; no G2de 10,54s ± 0,73s; e, no G3, de 10,11s ± 0,39s e na Velocidade de 30 metros (m/s)
identificou na A4, no G1, foi de 5,66m/s ± 0,51m/s; no G2, de 6,23m/s ± 0,40m/s; e,
no G3, de 6,45m/s ± 0,35m/s. Na análise da corrida de velocidade nos 10 metros
“corrida limpa” identificou, na A4, o G1, de 5,96m/s ± 0,50m/s; o G2, de 6,41m/s ±
0,53m/s; e, no G3, de 6,82m/s ± 0,37m/s. A amplitude da passada (cm) identificou
na A4, no G1, de 160cm ± 22cm; no G2, de 168cm ± 15cm; e, no G3, de 171cm ±
12cm. O tempo de Voo na corrida na A4, no G1, de 0,14s ± 0,02s; no G2, de 0,12s ±
0,02s; e, no G3, de 0,13s ± 0,01s. O ângulo de contato na A4, no G1, de 67° ± 6°; no
G2, de 70° ± 7°; e, no G3, de 72° ± 5°. O ângulo de impulsão na A4, no G1, de 62° ±
4°; no G2, de 61° ± 3°; e, no G3, de 58° ± 4°. Conclusão: O período de treinamento
demonstrou que o programa adequado às fases sensíveis é propício para melhora
das capacidades motoras na fase de maturação de jovens atletas praticantes de
atletismo.
 

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.