Efeitos do Treinamento de Resistência na Força Muscular e Níveis de Fadiga em Pacientes com Câncer de Mama

Por: Claudio Battaglini e Martim Bottaro.

Revista Brasileira de Medicina do Esporte - v.12 - n.3 - 2006

Send to Kindle


Resumo

Os efeitos de programas generalizados de atividade física no combate ao câncer e aos efeitos colaterais de seu tratamento têm sido amplamente relatados na literatura. O objetivo do presente estudo foi o de examinar os efeitos de um programa de prescrição de exercício físico individualizado, com ênfase no treinamento resistido, na força muscular e nos níveis de fadiga em pacientes portadoras de câncer de mama em tratamento. Vinte mulheres foram divididas aleatoriamente em dois grupos, sendo um experimental (57,5 ± 23,0 anos) e um controle (56,6 ± 16,0 anos). O grupo experimental exercitou-se, após a cirurgia, durante 60 minutos, de forma moderada, duas vezes por semana, durante 21 semanas. A força muscular total foi avaliada antes e após o tratamento e os níveis de fadiga foram avaliados em três momentos durante o treinamento. Foram encontradas diferenças significativas na força muscular total entre os grupos após o treinamento (p = 0,025). Os níveis de fadiga diminuíram significativamente entre os grupos após a primeira (p = 0,001) e a segunda (p = 0,005) intervenção e ao final do tratamento (p = 0,001). Os resultados deste estudo sugerem que os exercícios resistidos devem ser incluídos na prescrição de exercícios no combate da fadiga e na melhoria da força muscular em mulheres com câncer de mama, submetidas a tratamento.

Endereço: http://www.scielo.br/pdf/rbme/v12n3/v12n3a09.pdf

Comentários


:-)





© 1996-2020 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.