Efeitos de Um Programa de Atividades Aeróbicas na Secção Transversa do Reto Femoral

Por: Cristovão Resque, , Maria de Nazaré Dias Portal, Mauro José Fontelles, Max Luciano Dias Ferrão e Rodrigo Gomes de Souza Vale.

Revista Brasileira de Ciência & Movimento - v.18 - n.4 - 2010

Send to Kindle


Resumo

A inatividade física quando combinada com o envelhecimento biológico pode causar redução da capacidade do músculo envelhecido de gerar força, e isto se deve a uma variedade de fatores que comprometem a função musculoesquelética. Avaliar os efeitos de um programa de atividades aeróbicas na secção transversa do músculo reto femoral em mulheres menopausadas não usuárias de terapia de reposição hormonal. Sessenta mulheres menopausadas não usuárias de terapia de reposição hormonal, atendidas na Unidade Municipal de Saúde de Fátima, em Belém-PA, foram divididas randomicamente em dois grupos: grupo experimental (GE, n=30) e grupo controle (GC, n=30), sendo GE submetido a 15 semanas de caminhadas regulares (60 min, cinco dias por semana) e GC sem qualquer tipo de intervenção. O controle da intensidade do esforço durante as caminhadas foi feito pela escala de Borg. A secção transversa do músculo reto femoral (STRF) foi analisada através do equipamento de alta resolução Ultra-sonográfico HDI 3000 Philips, de modo bidimensional, usando transdutor linear na freqüência de 7,5 a 12 MHz. Resultados: O teste t-Student apresentou aumento significativo na STRF (?%=2,52%; p=0,001) no GE. O mesmo não ocorreu com o GC (?%=0,00%; p=0,185). Não houve diferenças intergrupos e a escala de Borg apresentou média de 10,38 ± 1,21. A prática regular da caminhada se mostrou como uma atividade física aeróbica eficiente para o aumento da STRF.

Endereço: http://portalrevistas.ucb.br/index.php/RBCM/article/view/2039

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.