Efeitos de Um Programa de Atividades Físicas e Educacionais Para Idosos Sobre o Desempenho em Testes de Atividades da Vida Diária

Por: Elizabeth Sousa Cagliari Hernandes e .

Revista Brasileira de Ciência & Movimento - v.12 - n.2 - 2004

Send to Kindle


Resumo

Esta pesquisa teve como objetivo verificar se a participação de dez semanas no Programa Qualidade de Vida na Terceira Idade – Uma Proposta Multidisciplinar, foi capaz de provocar mudanças no desempenho de idosos em testes que simulam atividades da vida diária. Trata-se de uma pesquisa descritiva (Cervo e Bervian 11 (1996), pré-experimental (Campbel e Stanley9 ( 1979), desenhada como projeto Antes-Depois, Lakatos e Marconi 30 (1994). A amostra foi composta por 20 idosos, de ambos os sexos (15 mulheres e 5 homens, idades entre 61 e 77 anos, média de 67,7 anos). As variáveis medidas referiram-se ao tempo gasto para locomover-se (correndo ou andando) num percurso de 800m; levantar-se do solo; sentar, levantar e locomover-se em um espaço comparável ao de uma sala de pequenas dimensões (4 metros); subir um lance de escada de 9 degraus; habilidade para calçar um pé de meia; e à altura alcançada, no teste Subir Degraus, conforme protocolo validado por 2. Também foram aferidas três variáveis antropométricas - peso, estatura e IMC (Índice de Massa Corporal). Os resultados encontrados indicam que não houve variação estatisticamente significativa entre as medidas de pré e pós-teste para as variáveis antropométricas consideradas. A aplicação do Teste de Wilcoxon mostra que houve diferença significativa entre pré e pós-teste para as variáveis caminhar/correr 800m (pré-teste=8,78 min. e pós-teste=8,33 min.) (p<0,004); levantar-se do solo (préteste= 4,42 seg. e pós-teste=4,04 seg.) (p<0,093); e calçar meias (pré-teste=10,18 seg. e pós-teste=4,67 seg.) (p<0,000), tendo ocorrido uma tendência de melhora no teste Subir Degraus (préteste 57,25; pós teste 58,42( (p< 0,43). Ressalte-se que no teste levantar-se do solo considera-se apenas que houve evidência de diferença entre o tempo de pré e pós-teste, pois o p-value situou-se em uma região limítrofe da região de rejeição de 10%. PALAVRAS-CHAVE: idoso, atividade física, independência, atividades da vida diária (AVD).

Tags:

Comentários


:-)





© 1996-2020 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.