Efeitos de Uma Sessão Aguda de Alongamento no Controle Neuromuscular de Uma Tarefa Multiarticular em Diferentes Intensidades

Por: érica Paes Serpa.

45 páginas. 2014 01/06/2014

Send to Kindle


Resumo

Durante movimentos multiarticulares, a combinação da força e o timming de ativação produzido por cada músculo acionado durante o exercício, de forma sinérgica, produz um específico padrão de movimento. Pressupõe-se que o alongamento poderia afetar a sinergia no controle motor de um movimento multiarticular específico, alterando as características proprioceptivas e/ou estruturais da unidade músculo-tendínea. O objetivo do presente estudo foi mensurar os efeitos de uma sessão aguda de flexibilidade no controle neuromuscular de uma tarefa multiarticular em diferentes intensidades. Para isso foi coletado o sinal eletromiográfico (EMG) dos músculos da coxa e glúteo (músculos vasto lateral e glúteo máximo, respectivamente) durante uma ação isométrica unilateral de 10" no exercício Leg Press contra duas sobrecarga externa de diferente intensidade (50% e 70% de 1 RM) nos momentos pré e pós alongamento. Foram utilizados dois protocolos iguais de alongamento, sendo um visando o músculo vasto lateral (VL) e outro o glúteo máximo (GM), com intervalo de 10 minutos entre os protocolos. Tanto as intensidades (70% ou 50% de 1RM) quanto o membro inferior e a musculatura que seria primeiramente alongada foram aleatorizados em cada fase e entre os sujeitos. Um teste t-Student foi utilizado para verificar as diferenças no valor da amplitude de movimento para ambas as articulações avaliadas (quadril e joelho). Uma ANOVA (2x3) medidas repetidas foi utilizada para comparar as diferenças na IEMG, Fmed, índice de ativação e percepção subjetiva de esforço de cada músculo analisado, um post hoc de Bonferroni (com correção) foi utilizado para verificar as diferenças. Foi verificado aumento da ADM tanto para a articulação do quadril quanto do joelho (P<0,001). Não foram verificadas diferenças significativas para as variáveis a IEMG, Fmed, índice de ativação muscular e percepção subjetiva de esforço. Conclui-se que ao contrário do que ocorre em exercícios monoarticulares o controle neuromuscular em exercícios multiarticulares parece ser pouco afetado por uma sessão aguda de alongamento estático.

Endereço: https://www.unimep.br/phpg/bibdig/aluno/visualiza.php?cod=1191

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.