Eficiência Bioenergética e Eficiência de Trabalho – Revisão de Conceitos e Limitações Práticas

Por: Benedito Pereira e Tácito Pessoa de Souza Júnior.

Revista Mackenzie de Educação Física e Esporte - v.12 - n.2 - 2013

Send to Kindle


Resumo

Para realizar trabalho, as células necessitam de energia obtida de moléculas de trifosfato de adenosina (ATP), cuja disponibilização ocorre por hidrólise dessa molécula, sendo sua eficiência abaixo de 100% devido às características dissipativas do metabolismo celular. Segundo a Termodinâmica, a eficiência é inversamente proporcional à intensidade com que a energia é disponibilizada e utilizada. Assim, o exercício físico, por apresentar grande demanda bioenergética ao organismo, é uma situação em que a eficiência, do ponto de vista termodinâmico, é baixa. O objetivo desta revisão é discutir os efeitos do exercício físico sobre a eficiência bioenergética e a eficiência de trabalho (grosseira), a partir da perspectiva da Termodinâmica. A revisão foi realizada utilizando as bases de dados do MEDLINE, Google Acadêmico e LILACS.

Endereço: http://editorarevistas.mackenzie.br/index.php/remef/article/view/3472

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.