Ei, Juiz, Vai Tomar no Cu: Políticas Torcedoras e do Futebol e Sonoridades de Xingamentos em Performances Masculinas [c/ áudio]

Por: Pedro Silva Marra.

FuLia - v.2 - n.2 - 2017

Send to Kindle


Resumo

Este artigo discute as formas como as sonoridades de xingamentos utilizados por torcedores de futebol em gritos e cantos nas arquibancadas constituem performances masculinas que confirmam seu caráter heteronormativo, conferem a tais palavras uma ambiguidade jocosa, ou as reterritorializam em uma ofensividade de outra ordem. Nestas disputas de gênero, as materialidades sonoras fundamentam a compreensão dos momentos em que um palavrão tensiona, reproduz ou desloca estruturas sociais patriarcais no âmbito do esporte. O artigo ainda aponta a necessidade de mais estudos acerca das relações corruptas que se dão no interior da gestão do futebol e entre dirigentes e certos grupos de torcedores, ora exibidas, ora escamoteadas por tais performances de gênero.

Referências

 

ALABARCES, Pablo et al. Aguante y repression. Futbol, violencia y politica en la Argentina. In: ALABARCES, Pablo. Peligro de gol. Estudios sobre deporte y sociedad en América Latina. Buenos Aires: CLACSO, 2000.

ALABARCES, Pablo. Fútbol y patria. Buenos Aires: Prometeo Livros, 2007.

ALABARCES, Pablo. Héroes, machos y patriotas: el fútbol entre la violência y los médios. Buenos Aires: Aguilar, 2014.

ALABARCES, Pablo. Fútbol, música y narcisismo: algunas conjeturas sobre “Brasil, decime qué se siente”. El oído pensante, v. 3, n. 1, p. 1-19, 2015.

ANDERSON, Benedict. Comunidades imaginadas: reflexões sobre a origem e a expansão do nacionalismo. Lisboa: Edições 70, 2005.

AUGOYARD, Jean François; TORGUE, Henry. Sonic experience: a guide to everyday sounds. London: McGill-Queen’s University Press, 2005.

BULBLITZ, Wolfram, et. al. Preface to the handbook series. In: ANDERSEN, Gisle; AIJMER, Karin. Pragmatics of society – Handbook of pragmatics, 5. Berlin: Walter de Gruyter GmbH & Co., 2011.

CAVAZZA, Nicoletta; GUIDETTI, Margarida. Swearing in political discourse: why vulgarity works. Journal of Language and Social Psicology, v. 33, n. 5, p. 537-547, 2014.

DAMO, Arlei Sander. Do dom à profissão: Uma etnografia do futebol de espetáculo a partir da formação de jogadores no Brasil e na França. 2005. 435 p. Tese (Doutorado em Antropologia Social) – Programa de Pós-raduação em Antropologia Social, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2005.

DAUGHTRY, Martin. Thanatosonics: ontologies of acoustic violence. Social Text, v. 119, 32, n. 2, p. 25-51, 2014.

DUNNING, Eric; MURPHY, Patrick; WILLIAMS, John. The roots of football hooliganism. Nova York: Routledge, 2014.

FÄGERSTEN, Kristy; DALARNA Högskolan. A sociolinguistic analysis of swear word offensiveness. Saarland Working papers in linguistics, v. 1, p. 14-37, 2007.

GASTALDO, Édison. As relações jocosas futebolísticas. Futebol, sociabilidade e conflito no Brasil. Mana, v. 16, n. 2, p. 311-325, 2010.

GUMBRECHT, Hans Ulrich. Elogio da beleza atlética. São Paulo: Companhia das Letras, 2007.

HARDT, Michael; NEGRI, Antônio. Commomnwealth. Cambridge: The Belknap Press of Havard University Press, 2009.

JAY, Timothy. The utility and ubiquity of taboo words. Perspectives on Psicological Sciences, v. 4, n. 2, p. 153-161, 2009.

NANCY, Jean-Luc. À escuta. Belo Horizonte: Edições Chão de Feira, 2014.

PRECIADO, Beatriz. Terror anal: apuntes sobre los primeros días de la revolución sexual. In: HOCQUENGHEM, Guy. In: El deseo homosexual. Barcelona: Melusina, 2009, p. 135-174.

RANCIÈRE, Jacques. O desentendimento. Política e filosofia. São Paulo: Ed. 34, 1996.

REBER, Elizabeth. Affectivity in interaction: sound objects in english. Philadelphia: John Benjamins B.V, 2012.

SOUZA, Gustavo César Arêas de. Em nome da excitação: Uma etnografia da relação política entre torcedores organizados e dirigentes de futebol. Dissertação de mestrado apresentada no Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro.

THOMPSON, Marie; BIDDLE, Ian (orgs.). Sound, music, affect: theorizing sonic experience. Nova York: Bloomsbury, 2013.

WICHMANN, Anne. Prosody and pragmatic effects. In: ANDERSEN, Gisle; AIJMER, Karin. Pragmatics of society – Handbook of pragmatics, 5. Berlin: Walter de Gruyter GmbH & Co., 2011.

WISNIK, José Miguel. Veneno remédio – O futebol no Brasil. São Paulo: Companhia das Letras, 2008.

ZANELLO, Valeska; GOMES, Tatiana. Xingamentos masculinos: a falácia da virilidade e da produtividade. Caderno Espaço Feminino, v, 23, n. 1/2, p. 265-280, 2010.

Endereço: http://www.periodicos.letras.ufmg.br/index.php/fulia/article/view/13095

Tags: ,

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.