Em Defesa da Ginástica Escolar

Por: Flávio Medeiros Pereira.

XVII Congresso de Ciências do Desporto e Educação Física dos Países de Língua Portuguesa

Send to Kindle


Resumo

Mas, senhores, os que madrugam no ler, convém madrugarem também no pensar. Vulgar é o ler, raro o refletir. O saber não está na ciência alheia, que se absorve, mas, principalmente, nas ideias próprias, que se geram dos conhecimentos absorvidos, mediante a transmutação, por que passam, no espírito que os assimila. Rui Barbosa (1849-1923)

Introdução

Este texto sintetiza uma posição pedagógica quanto à Ginástica Escolar (GE) a qual tem forte suporte no conhecimento advindo da experiência. E o conhecimento experiencial é sabidamente valorizado e reconhecido no exercício de qualquer profissão. Ele compreende significativo tempo de trabalho, tempo de prática reflexiva, o que é fundamental para a ligação com a teoria.

Endereço: http://cev.org.br/biblioteca/cuidar-da-casa-comum-da-natureza-da-vida-da-humanidade-oportunidades-e-responsabilidades-do-desporto-e-da-educacao-fisica-vol-2/

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.