Em Jogo a Relação Entre Pesquisador e Clube: Futebol e Processos Grupais

Por: .

2010 18/06/2010

Send to Kindle


Resumo

O futebol, apesar de ser uma das modalidades esportivas mais praticadas e consumidas mundialmente, possui poucas pesquisas que procuram compreendê-lo pela perspectiva das ciências humanas e sociais, sobretudo quando comparadas com os estudos no campo das ciências biológicas. Dessa forma, me propus estudar e buscar entender o futebol como fenômeno da nossa sociedade perspectivando retratar a relação entre o pesquisador e o clube com foco voltado à apreensão e análise dos processos grupais em uma equipe profissional. Este trabalho, seguindo as orientações de uma pesquisa qualitativa, partiu da análise de um grupo de futebol profissional, com um recorte temporal específico, da abordagem à equipe e aos atletas e da análise institucional do clube selecionado. Para o presente estudo, utilizou-se como referencial teórico a psicologia social, com ênfase nos estudos de Kurt Lewin e Pichon-Rivière. Tais autores nortearam a compreensão acerca dos processos grupais, sustentaram a opção metodológica e embasaram teoricamente as análises. A equipe selecionada foi o São Paulo FC, clube de expressão do futebol profissional no cenário nacional e mundial. Participaram da pesquisa atletas profissionais de futebol que estavam em atividade neste clube, membros da comissão técnica e dirigentes desta equipe. A pesquisa de campo deu-se ao longo de 45 dias, nos quais procurei estar com o grupo em situações de treino, jogo, refeições, concentração e preleções de modo a possibilitar uma melhor e mais aprofundada leitura da realidade da qual eles fazem parte. As dificuldades encontradas para analisar os processos grupais desta equipe foram muitas, dentre as quais vale destacar a impossibilidade de acesso às situações e aos locais nos momentos pretendidos por mim, as negativas de entrevistas e a rejeição da aplicabilidade do teste de livre escolha. O vínculo criado entre o pesquisador e o clube sofreu significativas oscilações ao longo da pesquisa de campo, o que prejudicou ainda mais as análises. Diante desses fatos, uma análise da relação obtida entre o pesquisador e o clube, além dos instrumentos da análise institucional, foi importante para discutir uma série de informações não explicitadas e compreender o porquê dessas limitações e dificuldades. Portanto, reconheço que, independente do clube analisado, por conta das características inerentes ao futebol contemporâneo, principalmente em relação aos interesses financeiros e políticos presentes neste contexto, as dificuldades para compreensão dos processos grupais de uma equipe profissional de futebol provavelmente estarão presentes, variando, no entanto, de acordo com as características da instituição e principalmente conforme o tipo de vínculo criado com ela.

Endereço: http://www.bibliotecadigital.unicamp.br/document/?code=000775487&opt=1

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.