Emoções em Campo: Análises Sobre as Sociabilidades dos Integrantes da Força Jovem do Vasco em Treinos Abertos no Estádio de São Januário.

Por: Elisa Silveira Cardoso.

31ª Reunião Brasileira de Antropologia

Send to Kindle


Resumo

Após o processo histórico, político e social da popularização e massificação do futebol e o intenso investimento nas construções de estádios e arenas esportivas durante a Era Vargas, as formas de torcer nos territórios cariocas vem, ao longo das décadas, passando por mudanças. As condutas e formas de torcer, que eram expressas pelos ritmos carnavalescos, acompanhados de adereços, alegorias e canções apaixonadamente entoadas ao clube, passaram por uma virada social, emocional e política significativa. O espetáculo futebolístico tornou-se ainda maior ao chegar nos morros e favelas do Rio, projetando um novo pertencimento nacional. Foi na década de 40 que as torcidas uniformizadas (organizadas) se tornaram reconhecidas pelas emissoras de rádio. Devido às inovadoras formas de se vestir, representar os respectivos times e compor as arquibancadas, as sociabilidades e as emoções podem ser analisadas através dos rituais, dos gestos e das práticas, exercidas em um grau de mobilização imensurável por esses torcedores organizados. A presente pesquisa pretende analisar o efeito das emoções na produção de subjetividades e sociabilidades de torcedores organizados da Força Jovem em dias de treinos dos jogadores profissionais do Clube de Regatas Vasco da Gama no Rio de Janeiro. Partindo de dados construídos através de trabalho de campo observaremos que esses torcedores informam uma gramática emocional que se expressa em ações coletivas, vivenciadas através de contextos particulares. Propomos abordar diversas práticas e representações que envolvem as exposições e utilizações dos “materiais”. Correlativamente, também pretende-se abordar as linguagens corporais e discursivas utilizadas entre os torcedores organizados e torcedores normais; e os gritos de guerra e as cobranças aos jogadores pela atual fase no Campeonato Brasileiro 2018. Finalmente, exploraremos algumas categorias elaboradas por estes integrantes, assim como as formas de produções emocionais e sua relação com as condições sensíveis, éticas, políticas e morais, construídas coletivamente e individualmente nesse grupo de torcedores organizados.
 

Endereço: http://www.evento.abant.org.br/rba/31RBA/T-158

Comentários


:-)





© 1996-2020 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.