ENAREL/2013: Mais Perguntas...

Por: .

Blog do Bramante - 2013

Send to Kindle


Caros Amigos
À medida que envelheço observo em mim muitas coisas novas. Hoje destaco duas delas: (1) tendência a repetir-me e (2) ter mais perguntas do que respostas para a maioria das situações que enfrento no dia-a-dia.
Se vocês suportarem, continuo falando do ENAREL/2013 a ser realizado em Ouro Preto no próximo novembro no qual, pela terceira vez consecutiva, coordenarei um grupo de doze experts em suas áreas profissionais para desenvolver uma parte do evento denominada “Encontros Temáticos”. Desde a edição em Avaré (2011), debatemos com os participantes do ENAREL seis lócus predominantes de intervenção profissional em recreação e lazer: (1) Setor Público, (2) Iniciativa Privada, (3) Terceiro Setor (4) Sistema “S”, (5) Universidade e (6) Animação Sócio-Cultural.
Este ano, para promover maiores (e melhores) debates, essas duplas de trabalho prepararam perguntas, tanto de caráter geral no campo da recreação e lazer, como específicas, referentes ao recorte do tema. Abaixo coloco essas questões para a reflexão de todos que me lêem, especialmente para aqueles que atuam nesses ambientes de intervenção profissional, desafiando-os a ampliar os debates aqui iniciados. Conto com vocês! Agora vamos às perguntas de ordem geral:
• Qual é o envolvimento dos setores públicos, privados e do terceiro setor para a construção de uma política que garanta ao cidadão o direito ao lazer e recreação?
• Qual é a efetiva participação do setor privado para garantir ao cidadão o direito ao lazer e à recreação?
• Quais as propostas em comum entre os setores público, privado e terceiro setor que efetivamente visam a ampliação do acesso aos bens culturais materiais e imateriais?
• Quais os desafios a serem vencidos para maior valorização do profissional do campo do lazer?
• Como o Sistema “S” pode se estruturar para uma maior cooperação e integração entre as suas redes de unidades operacionais, seus quadros de gestão e de operação, seus programas e serviços, visando aumentar o atendimento dos seus beneficiários e da população em geral?
Cada grupo também apresentou suas questões específicas:
RECREAÇÃO E ENTRETENIMENTO NA INICIATIVA PRIVADA
1. Qual é o perfil das empresas privadas que oferecem recreação e lazer?
2. Qual o perfil do profissional de lazer que atua no setor privado de recreação e entretenimento?
3. Como é possível unir a pesquisa acadêmica e a oferta da recreação e lazer no setor privado?
ANIMADORES SOCIO-CULTURAIS
1. Qual é o perfil do animador sociocultural no Brasil? E no exterior?
2. Quais as principais áreas de atuação do animador sociocultural no Brasil? E no exterior?
3. Como o animador sociocultural pode assegurar ao cidadão o direito ao lazer?
RECREAÇÃO E LAZER NO TERCEIRO SETOR
1. Como a acessibilidade cultural poderia ser priorizada e sistematizada no âmbito dos projetos sociais do terceiro setor?
2. Qual é o perfil do profissional que hoje atua com animação sociocultural no terceiro setor?
3. Quais conhecimentos, habilidades e atitudes devem nortear a atuação do profissional do lazer no terceiro setor?
RECREAÇÃO E LAZER NA UNIVERSIDADE
1. Como imprimir maior visibilidade aos projetos de extensão, para que estes sejam mais valorizados e melhor reconhecidos?
2. Que recursos os professores das disciplinas de recreação e lazer possuem para subsidiar seus conteúdos? Seria viável uma padronização mínima desses conteúdos?
3. Como garantir o impacto social das pesquisas produzidas nos campo do lazer e da recreação?
RECREAÇÃO E LAZER NO SISTEMA “S” (SESI, SESC, SEST, SENAR, etc.)
1. Quais são os limites e as possibilidades na atuação dos profissionais de lazer no Sistema S, a partir da perspectiva da formação e da qualificação?
2. Quais podem ser as contribuições de cada entidade, desenvolvendo processos de incremento na qualificação de seus profissionais?
3. Como o Sistema S pode criar, desenvolver e promover uma rede de debates e intercâmbios técnicos, científicos e profissionais para todas as entidades, tanto no nível dos Departamentos Nacionais como dos Departamentos Regionais, que contribua para a melhoria da gestão, da programação e dos serviços? Quais estratégias devem ser priorizadas, nesse sentido?
Convido a todos que identifiquem comigo quais os pontos de intersecção nas questões acima levantadas para que possamos avançar nos debates.
Forte abraço.
Bramante

Por Bramante
em 30-09-2013, às 21:02

2 comentários. Deixe o seu.

Comentários

Prof. Bramante,

O que eu gosto (e desejo) mais nos Blogs do CEV é o fato dos blogueiros serem vetores de tecnologia em suas áreas de atuação e, especialmente, postarem notícias e sugestões direto da fronteira do conhecimento.

Estas notas sobre o ENAREL, postadas justo pelo fundador, são exemplos magníficos!

Bebemoremos!

Laércio

Por Laercio Elias Pereira
em 2-10-2013, às 17:48.

Prof. Laércio

Suas opiniões são sempre observadas com muita atenção. Obrigado!
Abs
Bramante
P.S. SIM! Bebemoremos…:-)

Por Bramante
em 4-10-2013, às 19:49. 

Endereço: https://web.archive.org/web/20150329202157/http://blog.cev.org.br/bramante/2013/enarel2013-mais-perguntas/

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.