Ensino Superior em Educação Física

Por: e Mário Ribeiro Cantarino Filho.

Atlas do Esporte no Brasil.

Send to Kindle


Resumo

A função social de educador físico – orientador de práticas de atividades físicas para propósitos de desenvolvimento pessoal – tem acompanhado a função respectiva ao médico ao longo da história da civilização ocidental. O valor sócio-cultural da prática da medicina já observado na Grécia Antiga continua hoje presente em qualquer sociedade contemporânea, explicando uma demanda profissional jamais reduzida na história. Neste contexto insere-se o educador físico: como o médico, ele já atuava na Grécia Antiga sob o nome de paidotribes, um educador de jovens por meio de exercícios físicos, jogos e música. Este ator social representava um misto de mestre, líder e gestor da palaestra, uma espécie de ginásio e centro cultural das cidades gregas. No Renascimento, ele retorna numa posição central da pedagogia então recriada por impulso das ciências e das artes em renovação. E assim se dispôs até que a “Educação Física” — nome genérico atual de práticas corporais historicizadas em mais de 25 séculos nos países ocidentais (DaCosta, 1999. p.10) — fosse deslocada para as instituições escolares quando da universalização do ensino na Europa no século XIX.

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.