Entre Amadores e Profissionais: os Agentes Políticos da Oficialização do Futebol Profissional Paranaense (1930-1945)

Por: Eduardo Fabiano Pereira.

173 páginas. 2014 09/08/2014

Send to Kindle


Resumo

 Esta pesquisa procura compreender a atuação de quatro agentes políticos do campo esportivo paranaense, no período compreendido entre a Revolução de 1930 e o fim do primeiro período Vargas, em 1945. Utilizando o conceito de campos de Pierre Bourdieu, objetiva-se demonstrar que as transformações do campo esportivo paranaense ao longo do período, estiveram interligadas às transformações do campo político nacional. Analisando o processo de oficialização e profissionalização do futebol paranaense, através da imprensa esportiva e da documentação oficial do Conselho Regional de Desportos do Paraná, aqueles quatro agentes, militares de carreira, "tenentistas" dos anos 1920, promovidos aos postos de capitães e majores no período pós revolucionário, travaram uma disputa política e esportiva pelo controle das estruturas administrativas e de comando do campo esportivo paranaense. Considerando ainda, o profissionalismo no futebol, como um dos principais temas em debate naquele período, analisa-se a constituição do Conselho Regional de Desportos como um braço político do Estado Novo, inserido na estrutura do campo esportivo com a função de fiscalização de todas as atividades referentes àquele, incluindo a fiscalização dos contratos profissionais. Resultando, no estabelecimento de uma "ponte" burocrática e sobretudo, de um canal de comunicação entre a estrutura diretiva do futebol e os meandros da política nacional.

Endereço: http://hdl.handle.net/1884/43160

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.