Entre Kronos e Kairós: a Questão do Tempo Para o Corpo Que Dança de Paul Valéry e José Nuno Gil

Por: Deonato Feltz Júnior.

2017 00/00/0000

Send to Kindle


Resumo

Trata - se de uma pesquisa teórica, de caráter qualitativo. Este trabalho se coloca a tarefa de pensar a dança a partir do conceito proposto pelo filósofo francês Paul Valèry: a dança é, afinal, uma forma de tempo, é a criação de um certo tipo de tempo, de um tipo completamente distinto e único. Isto é, partindo do conceito de dança proposto por Valèry a dança como a criação de uma temporalidade distinta da vida prática pretendemos seguir uma argumentação que nos permita retornar a este conceito tendo-o já elaborado e compreendido. Colocamos como questão as implicações deste conceito para se pensar o corpo. A partir disso, convidamos o filósofo português José Nuno Gil para compor o quadro teórico- conceitual de nosso trabalho para fazer dialogar o pensament o dele com o de Valèry, em especial seu conceito de Corpo Intensivo/Paradoxal.
 

Endereço: http://www.educacaofisica.ufes.br/pt-br/pos-graduacao/PPGEF/detalhes-da-tese?id=11426

Ver Arquivo (PDF)

Tags:

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.